Você está aqui

acidente de trabalho

Há duas décadas, de acordo com dados oficiais, Mato Grosso segue imbatível nas estatísticas sobre desastres em atividades laborais

Os altos índices de acidentes de trabalho, que têm como consequências mortes, incapacitados, sequelados e, óbvio, muitas demandas judiciais por indenização, estão fazendo com que os juízes da Justiça do Trabalho vão à campo conhecer as empresas e suas atividades laborais.

Portaria nº 589, do MTE, determina curto prazo para encaminhamento das informações de acidentes fatais e doença ocupacional que resulte em morte

Brasília, 30/04/2014 – O Ministério do Trabalho e Emprego publicou no Diário Oficial da União desta quarta-feira (30) a Portaria Nº 589, estabelecendo que todo acidente de trabalho e a doença ocupacional que resulte em morte deve ser comunicado num prazo de 24 horas às Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego (SRTE) mais próximas e ao Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho, da Secretaria de Inspeção do Trabalho. A portaria entra em vigor na data de publicação.

No dia 28 de abril, trabalhdores e trabalhdaoras de todo o mundo celebram o "Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho".

A data foi insituída por iniciativas de sindicatos canadences e escolhida em razão de um acidente que matou 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, em 1969. No Brasil, em maio de 2005, foi promulgada a Lei No. 11.121, criando o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho.

Um dos objetivos é discutir aspectos atuais de pesquisa e políticas públicas de prevenção de acidentes

Entre os dias 26 e 29 de agosto será realizado, em São Paulo, o 1º Seminário Internacional de Análise e Prevenção de Acidentes. O evento está sendo organizado pelo “Fórum de Acidentes do Trabalho: análises, prevenção e aspectos associados”, iniciativa de pesquisa, extensão e educação permanente organizado conjuntamente por docentes da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) e da Faculdade de Saúde Pública da USP.

Os casos de acidentes de trabalho na construção civil aumentaram em todo o país. O município de Petrolina, no Sertão pernambucano, tem seguido a tendência nacional.  Nos primeiros meses de 2014, já foram notificados 32 acidentes de trabalho na cidade. Um número que superou o do mesmo período do ano passado, que atingiu 29.

O Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) de Maceió, ligado à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) registrou 588 acidentes com exposição a material biológico, o que corresponde a 71% das notificações de acidentes de trabalho notificados em 2013. Em segundo lugar vem os acidentes de trabalho sério, com 113 registros, representando 13,6% dos nove agravos à saúde do trabalhador.

O trabalho de catadores de resíduos sólidos recicláveis gera um precário sustento, porém desencadeia processos de adoecimento que agravam sua condição de vida. Objetivou-se estimar a prevalência de acidentes de trabalho no lixão do Distrito Federal e fatores associados. Observou-se que a maioria dos catadores já se acidentou no trabalho (55,5%), tem noção da periculosidade do ambiente de trabalho (95,0%) e alega não receber equipamento de proteção individual (51,7%).

Acidente de trabalho não-grave teve um aumento de 66%. Doenças, como a tuberculose, diminuíram cerca de 15%.

A Secretaria Municipal de Saúde de Itaperuna, no Noroeste Fluminense, divulgou nesta quarta-feira (30) o boletim epidemiológico da saúde de casos notificados e confirmados referentes a algumas doenças ocorridas no município até o mês de setembro de 2013.

OBJETIVO: descrever os óbitos por acidentes e por violências relacionadas ao trabalho e verificar a aplicabilidade da autópsia verbal para melhoria da qualidade da informação sobre esses óbitos no município de Palmas, Estado do Tocantins, Brasil, em 2010 e 2011.
MÉTODOS: estudo descritivo de série de casos, sobre óbitos por acidentes e violências relacionados ao trabalho entre trabalhadores com 18 anos ou mais de idade, com dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) e investigação mediante autópsia verbal.

Dando continuidade a Semana Internacional de Prevenção a Acidentes de Trabalho (SIPAT) o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Petrolina (CEREST), da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), participou de mais uma palestra que orientou os trabalhadores do comércio de frios e supermercado de Petrolina sobre a importância da prevenção e promoção à saúde.

O evento, que aconteceu na manhã desta terça-feira (16) no Supermercado Econômico, em Petrolina, contou com a presença de funcionários e técnicos que trabalham no estabelecimento comercial.