acidente de trabalho

Apresentado na Câmara Municipal projeto inédito de prevenção de acidentes de trabalho em João Pessoa (PB)

Em 28 de maio, a Câmara Municipal de João Pessoa foi palco de audiência pública promovida pela vereadora Sandra Marrocos com o objetivo de apresentar projeto de lei de sua autoria que estabelece ações de prevenção de acidentes do trabalho na construção civil. Pelo texto proposto, a prefeitura só concederá o alvará de construção quando forem apresentados os projetos das proteções coletivas e instalações elétricas necessárias ao desenvolvimento da obra.

30º Encontro Presencial do Fórum de Acidentes de Trabalho: conferências com Michel Llory

Michel Llory é um dos grandes especialistas mundiais em análise de acidentes com trabalhos. Depois de estudar engenharia, passou 27 anos no Centre de Recherches d’Electricité de France, onde criou e geriu um departamento de pesquisa sobre grandes riscos, acidentes industriais, causas humanas desastres e formas de prevenção.

Fundacentro inaugura subsite sobre estatísticas de acidentes e doenças do trabalho

Acaba de entrar no ar o subsite “Estatísticas de Acidentes e Doenças do Trabalho”, dentro do Portal Fundacentro.

Cordel: 28 de abril, Dia em memória das vítimas de acidentes de trabalho

Um dos grandes problemas que o governo federal está atacando pra valer é o dos acidentes e das mortes no trabalho. É uma situação dramática, que vem marcando, matando e calando, sobretudo, a nossa juventude trabalhadora.

Acidentes de trabalho mataram 16,5 mil em seis anos

Os 3,8 milhões de acidentes de trabalho ocorridos no Brasil no período de 2005 a 2010 mataram 16,5 mil pessoas e incapacitaram 74,7 mil trabalhadores. Os dados foram citados pela presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait), Rosângela Silva Rassy, em audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), nesta segunda-feira (23).

Boletim Epidemiológico Acidentes de Trabalho devido à Intoxicação por Agrotóxicos entre trabalhadores da agropecuária, 2000-2011

Os trabalhadores da agropecuária desenvovem atividades reconhecidas como de elevado risco de acidente de trabalho, destacando-se como causa imediata os envenenamentos por agrotóxicos. Esses trabalhadores realizam ativdades de aragem, semeadura, irrigação, cuidado com a plantação durante o crescimento, colheita, armazenagem, embalagem, fertilização do solo, controle de pragas, cuidado de animais, atenção à saúde de animais com o uso de substâncias veterinárias, dentre outras, que podem envolver o emprego de substâncias tóxicas.

Números alarmantes sobre terceirizações preocupam senadores

Números preocupantes sobre a contratação de trabalhadores terceirizados no Brasil foram discutidos, na manhã desta quarta-feira (04), pela Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado.

Piracicaba lidera lista de internações por acidentes com choque elétrico

Em 4 anos, cidade registrou 2.104 casos contra 457 da capital São Paulo.
Pesquisa aponta que homens representam quase a totalidade das vítimas.

Cerest pretende acabar com subnotificações de acidentes de trabalho no HGR

O Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador (Cerest) iniciou o trabalho de treinamento dos profissionais que atuam na Unidade de Vigilância Epidemiológica do Hospital Geral de Roraima (HGR). Para atender a todos os profissionais do setor, a capacitação é dividida em três etapas. Nesta semana, o curso é ministrado pela manhã, das 8h às 12h. As aulas iniciaram hoje (02) e encerram amanhã (03).

Os Centros de Referência em Saúde do Trabalhador e a notificação de acidentes de trabalho no Brasil

Analisa-se como os Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) contribuem para as notificações de acidentes de trabalho graves e daqueles com exposição a material biológico, no Sistema de Informações de Agravos de Notificação (SINAN), Sistema Único de Saúde (SUS). Foram empregados dados do FormSUS e do SINAN, agregados para as áreas de cobertura dos CEREST. Foram obtidos dados válidos de 125 CEREST, 23 estaduais e 102 regionais. A maioria dos CEREST foi considerada implantada. O aumento da notificação de acidentes de trabalho graves foi maior quando a equipe era compatível com a demanda e se atendiam a demandas externas e da mídia. Para as exposições a material biológico, CEREST com boas instalações físicas, que atendiam a demandas da mídia e tinham capacitado pessoal da rede sentinela, apresentaram maior aumento da notificação. A infraestrutura, quantidade e capacitação de pessoal, além do atendimento a demandas externas, são importantes para o aumento das notificações e devem ser priorizados para reduzir a expressiva subnotificação dos acidentes de trabalho.

Páginas

Subscribe to RSS - acidente de trabalho