Você está aqui

Saúde Mental e Trabalho

Profissionais revelam que ameaça de agressão gera rotina de estress. 15 % das licenças médicas foram concedidas aos profissionais da educação

Diz o ditado popular que o trabalho dignifica o homem. Porém, em alguns casos, ele também pode causar estresse ou distúrbios psicológicos. Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), profissões como médico e professor estão entre as mais desgastantes gerando uma alta incidência de licença por afastamento.

Tem-se como pressuposto que o processo de transformação do sofrimento em adoecimento, na gestão do trabalho, está relacionado não apenas com a produção e reprodução de discursos originários da medicina científica, mas também com um conjunto de práticas sustentadas, na atualidade, pela medicina ocupacional. Partindo da diferenciação conceitual entre sofrimento, dor e adoecimento, buscou-se na literatura e em entrevistas com trabalhadores e gestores elementos para demonstrar a existência deste processo. Constatou-se uma tentativa de silenciamento do sofrimento e uma cultura da promoção do adoecimento no espaço da empresa, envolvendo trabalhadores, profissionais da saúde e os gestores com a cumplicidade de famílias de trabalhadores identificados como pacientes. No entanto, alguns casos oferecem resistência ao processo, constituindo um verdadeiro movimento do contra-adoecimento. Conclui-se que, nesses dois séculos de "medicina científica", embora houvesse desejo de mudança, renovação das práticas e investimentos das mais diversas ordens, atos iatrogênicos e violências foram e são cometidos ainda em nome da ciência, da saúde e do bem-estar dos trabalhadores.

Abertura do 23º Encontro Presencial do Fórum: Acidentes de Trabalho: Análise, Prevenção e Aspectos Associados. O Prof. Rodolfo Andrade Gouveia Vilela apresenta o fórum e convida a palestrante.

Contudo, este mesmo progresso não é observado em outros indicadores. Entre eles, especificamente em relação à saúde dos trabalhadores, estudos localizados evidenciam ocorrência elevada de acidentes de trabalho nos serviços de saúde, adoecimento mental, absenteísmodoença, queixas de dores musculoesqueléticas e insatisfação dos profissionais do SUS. 

A edição de maio de 2018 traz importantes contribuições no âmbito do tema Trabalho, Saúde e Proteção Social, tendo como foco a relação entre as mudanças no modo de produção e as Reformas/Contrarreformas do Estado, especialmente a Reforma Trabalhista. 

Cartilha para profissionais do Sistema Único de Saúde - SUS

Esta cartilha foi produzida a partir de uma parceria do Ministério da Saúde com o Laboratório de Psicodinâmica do Trabalho vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e o Ambulatório de Doenças do Trabalho vinculado ao Serviço de Medicina Ocupacional do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. É um dos resultados da pesquisa “Proposta para construção de rotinas de atendimento em saúde mental e trabalho em pacientes atendidos na rede do Sistema Único de Saúde”.

O CEREST – Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador de Maceió, em parceria com diversos órgãos municipais, estaduais e federais, gostaria de convidá-lo a participar do II Seminário em Saúde Mental e do Comportamento Relacionado ao Trabalho. O evento ocorrerá no auditório da FITS em Maceió (AL), no dia 29 de outubro de 2014, a partir das 8hs.

Este evento tem por objetivo despertar nos profissionais de diversas áreas uma maior atenção para a Saúde Mental do Trabalhador.

O I Seminário Meu Trabalho Está Me Enlouquecendo! pretende construir um espaço para a exposição, análise e intervenções de uma situação que vem aumentando a cada dia: o adoecimento mental dos trabalhadores.

O Brasil apresenta índices de adoecimento psíquico, que ocupam a 3a colocação entre as causas de concessão de benefício previdenciário como auxílio doença e afastamento do trabalho, assim como aposentadoria por invalidez. Uma situação real que precisa ser enfrentada. Não podemos mais oferecer ouvidos surdos a pedidos mudos.

No dia 16 de outubro de 2014, acontecerá o 9º Seminário de Saúde Mental e Trabalho da Grande ABC. Neste ano o tema é: “Saúde Mental e Trabalho: o desafio da construção de olhares e práticas multidisciplinares”. O evento será realizado no Teatro Municipal de Mauá, situado à Rua Gabriel Marques, 353 - V. Noemia-Mauá.

Os eventos ocorrem anualmente e são organizados pelos CERESTs de Diadema, Mauá, Santo André e São Bernardo do Campo e conta com o apoio da RENAST, CRP 06 - SubSede ABC, Fundacentro-SP, e Universidade Metodista.