Você está aqui

Rio de Janeiro - RJ (330455)

Código: 
330455
Nível: 
Município

Informações no sistema

Período: 2.007 a 2.018
Número total de vínculos (RAIS): 41.506.200
Número total de registros de acidentes e doenças do trabalho (AEAT): 276.696
Número de notificações de agravos relacionados ao trabalho (SINAN): 25.650

Os impactos da Reforma Trabalhista na proteção social, saúde e organização dos trabalhadores vêm pautando uma série de discussões na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz). Na semana comemorativa do aniversário de 63 anos, não foi diferente. A instituição reuniu diversos especialistas para aprofundar o tema e debater a sequência de desmontes nas áreas de saúde, educação e direitos. "A iniciativa de realizar essa mesa vai ao encontro das ações da ENSP de se abrir, ou seja, construir novos espaços institucionais, sair dos muros da saúde pública.

O trabalho dos bombeiros militares do município do Rio de Janeiro pode afetar a saúde deles? Pode-se correlacionar às causas de afastamento médico dos trabalhadores as atribuições específicas de cada especialidade existente na instituição? Essas questões norteiam a dissertação de Luiz Antonio de Almeida no mestrado em Saúde Pública da ENSP, sob a orientação do pesquisador Luiz Carlos Fadel de Vasconcellos e co-orientação de Renato José Bonfatti.

A Coordenação Estadual do Inad (sigla em inglês para Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído), por meio da equipe do Projeto Ruído, promoverá, no dia 27/4, às 9 horas, no salão internacional da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), evento alusivo ao Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído, com o objetivo de alertar a população brasileira a respeito dos efeitos da poluição sonora. Neste ano, a temática volta-se para a percepção do ruído na escola trazendo o tema Ruído: a solução está na educação!

Para comemorar o Dia Internacional do Trabalhador, celebrado em 1º de maio, a Escola Nacional de Saúde Pública, por intermédio do Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh), sediará, no dia 30 de abril, a atividade Cenário da Saúde do Trabalhador no Brasil.

A Oficina do Grupo de Trabalho em Saúde do Trabalhador no XII Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva discutirá as mudanças no mundo do trabalho e às contra-reformas trabalhista e previdenciária: desafios para o Sistema Único de Saúde. A oficina será realizada no dia 24 de julho de 2018,  na Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Oficina: Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora frente às mudanças no mundo do trabalho e às contra-reformas trabalhista e previdenciária: desafios para o Sistema Único de Saúde.

Nº de Turnos: 02

O Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da Escola Nacional de Saúde Pública (Cesteh/ENSP) promoveu, no dia 3 de maio, o evento Acidentes de Trabalho no Brasil: realidades e desafios, em memória ao Dia Mundial das Vítimas de Acidentes de Trabalho e Doenças do Trabalho, lembrado em 28 de abril, e em comemoração ao Dia do Trabalhador, celebrado mundialmente em 1º de Maio.

A construção civil é, atualmente, o segundo segmento da economia brasileira com maior número e proporção de lesões no trabalho. Desde que tiveram início as obras dos Jogos Olímpicos Rio 2016, 11 trabalhadores perderam a vida e 3 foram vítimas de acidentes graves.

Dezembro é um mês bem especial para o Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh), uma das unidades da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz). Há 30 anos, em dezembro de 1985, foi criado este centro, que funde sua história com a construção do campo da saúde do trabalhador no Brasil.

O Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP/Fiocruz) realizará na quinta-feira, 22 de novembro, o debate O eSocial e suas implicações para Saúde do Trabalhador. A atividade contará com a participação da chefe da Seção de Segurança e Saúde no Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho do Ministério do Trabalho, Gisele Daflon. O debate é aberto aos interessados e será coordenado pelo pesquisador do Cesteh/ENSP, Alexandre Mosca.

Aliar as mudanças pelas quais passa o mundo do trabalho à história da saúde do trabalhador no Brasil requer, além de vasta experiência no campo, ampla atuação na elaboração de políticas públicas e programas de saúde do trabalhador no âmbito do SUS. Valendo-se dessa bagagem, o Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da ENSP promoverá uma aula aberta, na segunda-feira (11/7), com os pesquisadores Anamaria Tambellini, da Comissão da Verdade da Reforma Sanitária, e José Marçal Jackson Filho, da Fundacentro.