Saúde e trabalho: livro e evento debateram tema

Observar o mundo do trabalho pelos olhos dos trabalhadores e por situações concretas não ocorre de maneira espontânea. Segundo a pesquisadora do Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da ENSP (Cesteh), Simone Oliveira, essa perspectiva deve ser construída a partir da superação dos obstáculos arraigados no senso comum. "Para tanto, aposta-se na formação como transformação, afirmando o protagonismo dos trabalhadores”, disse ela, durante o seminário Trabalho, formação e transformação, que reuniu diversos atores da área para tratar questões da temática saúde e trabalho. Durante o encontro aconteceu o lançamento brasileiro do livro (Se) Former pour transformer le travail – Dynamiques des constructions d’une analyse critique du travail, que tem como uma de suas autoras a pesquisadora do Cesteh/ENSP, Jussara Brito.

O encontro, que aconteceu em 6/6, no salão internacional da ENSP, teve foco nos conteúdos abordados no livro. A publicação apresenta múltiplas experiências que articulam formação, ação e pesquisa dirigidas a uma análise crítica do trabalho, cujo desenvolvimento se deu ao longo dos últimos 50 anos em diversos país da Europa, Canadá e América Latina. Ele foi organizado por Marianne Lacomble e Catherine Teiger e é composto de 42 artigos, que foram escritos por 73 autores (destes, oito são brasileiros).

A mesa de debate foi composta das pesquisadoras Marianne Lacomble, da Universidade do Porto, Jussara Brito, do Cesteh, e Leda Leal Ferreira, da Fundação Jorge Duprat e Figueiredo (Fundacentro). Confira o vídeo dos melhores momentos das apresentações. As palestras na íntegra serão divulgadas em breve no canal da ENSP no YouTube.

Seminário Trabalho, formação e transformação - melhores momentos

Fonte: Informe ENSP, 10/06/2014

Comentários

imagem de maristela costa irazoqui

Parabenizo pesquisadoras Marianne Lacomble, da Universidade do Porto, Jussara Brito, do Cesteh, e Leda Leal Ferreira, da Fundação Jorge Duprat e Figueiredo (Fundacentro).
A importância do trabalho para o bem-estar e a saúde das pessoas fica clara ao lembrarmos que é trabalhando que passamos a maior parte de nossa vida enquanto estamos acordados; é no trabalho, ou por meio dele, que realizamos grande parte de nossos desejos. Compreensível é, pois, o papel relevante do trabalho em nossa vida e o reflexo do restante dela sobre a qualidade do trabalho e o desempenho profissional.Organizar e Capacitar a Atenção Básica para a inclusão das ações de Saúde do Trabalhador;Cabe ressaltar que prova a tudo isso estão espalhados mais de 200 CENTRO REGIONAIS DE REFERENCIA EM SAÚDE DO TRABALHADOR que tem como funções:
Indicar e estruturar serviços especializados (média e alta complexidade) na atenção à Saúde dos Trabalhadores;
Organizar o Sistema de Notificação de Agravos-SINAN, a fim de elaborar um diagnóstico para subsidiar e orientar a elaboração de políticas públicas para à Saúde dos Trabalhadores; para a Capacitação de profissionais da Vigilância Sanitária de forma a identificar, planejar e atuar no coletivo intervindo sobre os fatores de riscos relacionados à Saúde dos Trabalhadores;
Desenvolver estudos e pesquisas definidos através de critérios e prioridades locais;
Desenvolver parcerias entre trabalhadores e empregadores para buscar conjuntamente condições saudáveis no ambiente de trabalho;