Você está aqui

Rio de Janeiro (33)

Código: 
33
Nível: 
Estado

Informações no sistema

Período: 2.007 a 2.018
Número total de vínculos (RAIS): 72.491.818
Número total de registros de acidentes e doenças do trabalho (AEAT): 533.045
Número de notificações de agravos relacionados ao trabalho (SINAN): 50.845

O Telessaúde/UERJ e o Grupo de Ensino e Pesquisa do Câncer - GESPEC/RJ - convidam para o seminário online interativo que discutirá o tema das Lesões por Esforços Repetitivos. O evento apresentará Mestra em Saúde Pública Isabel Gomes, da Equipe de Saúde do Trabalhador da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro e será moderada pela Pesquisadora Sandra Coutinho, pesquisadora do GEPEC/RJ.

O evento será transmitido ao vivo das 14 às 16 horas, no dia 19 de março no site do Telessaúde da UERJ.

Os profissionais que atuam nas áreas de limpeza, construção civil, mecânica e metalurgia são os mais acometidos pela dermatite de contato ocupacional, segundo levantamento dos casos atendidos pelo Serviço de Dermatologia Ocupacional da Escola Nacional de Saúde Pública. Os dados, coletados a partir do atendimento de 1.735 pacientes, no período de 2000 a 2011, foram apresentados pela coordenadora do serviço, Maria das Graças Mota Melo, durante a XXXI Reunião Anual de Dermatologistas Latino-Americanos (Radla) e o 15º Congresso Nacional da Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT).

Nessa quarta-feira (27/8), ocorrerá o seminário Olhares sobre a Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat), que contará com a participação de pesquisadores de referência do campo. Organizado pelas coordenadoras do curso de Mestrado Profissional em Vigilância em Saúde do Trabalhador da ENSP, Ana Braga e Jussara Brito, o evento será composto por duas mesas-redondas com os temas: Subsídios para a Visat na produção rural e A interdisciplinaridade nas ações de Visat, além de um debate sobre Qualificação da Informação sobre acidentes e agravos.

Este informativo é fruto de estudo referente ao Edital de Chamamento Público no 020/2013 – Estudos e Pesquisas Aplicadas em Vigilância em Saúde, da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS)/Ministério da Saúde (MS).

O objetivo do estudo foi elaborar análise descritiva dos acidentes de trabalho e das mortes deles decorrentes ocorridos no entorno de grandes empreendimentos, como o Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj). 

Com o intuito de disponibilizar e dar visibilidade a toda sua produção científica, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP) acaba de colocar no ar seu Repositório Institucional de Produção Científica. Dessa forma, a ENSP/Fiocruz alinha-se ao Movimento Internacional de Acesso Aberto ao Conhecimento Científico, ao mesmo tempo que aumenta o impacto dos resultados das pesquisas realizadas na instituição, por meio da maximização do acesso e do uso de sua produção.

O quinto dia de comemorações dos 62 anos da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca conta com debates ecléticos acerca das questões que envolvem a saúde pública; além disso, nesta quinta-feira, 15/9, haverá as cerimônias de formatura dos alunos dos cursos lato e stricto sensu da Escola. Durante a manhã, a partir das 9h, acontecerá a mesa-redonda 1ª Conferência de Saúde do Trabalhador: 30 anos depois. Às 14h, terá início a palestra O assédio moral e sexual e a gestão de instituições públicas.

O Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP) promoveu o último encontro de uma série de seminários realizados em 2014, no dia 10/12. O propósito do seminário foi apresentar e debater o projeto Grupos de Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho, coordenado pelo psicólogo do Cesteh, Tito Canha. Em parceria com o Instituto de Psicologia da UFRJ, esta iniciativa - implantada no segundo semestre deste ano -  visa acolher trabalhadores que chegam ao Cesteh alegando sofrimento psíquico oriundo do trabalho. Para Canha, esse é hoje um gravíssimo problema social.

No dia 1º de maio é celebrado, no Brasil e em diversos países do mundo, o Dia do Trabalhador. Em comemoração à data, o Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP) promoverá a palestra De que adoecem e morrem os trabalhadores na era dos monopólios (1980-2011), com a presença do pesquisador e professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Herval Pina Ribeiro. Além de comemorar o Dia do Trabalhador, a atividade é também uma homenagem ao Dia Mundial das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, lembrado em 28 de abril.

No ano em que celebra os 30 anos de sua fundação, o Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), vem realizando uma série de encontros para debater temas pertinentes as suas áreas de atuação. A terceira Roda de Conversa abordou as Interseções do Ambiente na Saúde e no Trabalho. Coordenada pelo pesquisador da ENSP Aldo Pacheco, a roda contou com as falas de Ary Miranda, Liliane Reis e Fátima Moreira, também pesquisadores da Escola, além da participação de diversas das pessoas presentes ao debate.

A oficina é iniciativa do Ministério Público do Trabalho, com o objetivo de articular as entidades, serviços e técnicos que trabalhom com o tema para a troca de experiências e potencialização das ações.

Data: 09/12/2020
Horario: 14h às 17h

Acesso: https://bit.ly/2VRMmlM

1. Abertura MPT – 4ª Região 
Procuradora Aline Zerwes Bottari Brasil