Você está aqui

OPAS

Rede Interagencial de Informações para a Saúde - RIPSA, criada por iniciativa conjunta do Ministério da Saúde e da OPAS, reúne instituições representativas dos segmentos técnico-científicos diretamente envolvidos na produção e análise de dados de interesse para a saúde no país.

Parceria firmada por meio de cooperação técnica entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) com a Organização Panamericana de Saúde e Organização Mundial da Saúde ( OPAS/OMS), da Escola FIOCRUZ de Governo da Gerência Regional de Brasília (EFG/Gereb/Fiocruz promoverá o  curso de Especialização em Promoção e Vigilância em Saúde, Ambiente e Trabalho. Interessados podem se inscrever de 16 a 20 deste mês.

A RIPSA congrega instituições responsáveis por informação em saúde no Brasil, com o objetivo de produzir subsídios para políticas públicas de saúde. Formalizada em 1996, por Portaria Ministerial e por acordo de cooperação com a Opas, a Ripsa tem como propósito promover a disponibilidade adequada e oportuna de dados básicos, indicadores e análises sobre as condições de saúde e suas tendências, visando aperfeiçoar a capacidade de formulação, gestão e avaliação de políticas e ações públicas pertinentes.

A Fundacentro foi redesignada como Centro Colaborador da Organização Pan-Americana da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS). A entidade já vinha exercendo esse papel, que foi renovado até 31 de outubro de 2016.  Entre as ações previstas está a contribuição para o trabalho de prevenção da OPAS/OMS, especialmente em relação à silicose e ao câncer ocupacional.

Em homenagem ao importante trabalho prestado pela professora Izabel dos Santos, o Ministério da Saúde - SGTES, com apoio da OPAS e da FUNDEP, apresenta do documentário Trabalho e Transformação em Saúde: a trajetória de Izabel dos Santos. Com 50 minutos de duração, este trabalho retrata um pouco da história desta brasileira que, por ideologia, paixão e perseverança, escreveu um decisivo capítulo da criação e desenvolvimento das políticas de inclusão dos recursos humanos no setor de Saúde Pública brasileira.

Resolução da OMS (EB134.R5) sobre o impactos na saude relacionados com a exposição ao mercúrio e seus compostos e o papel dos Ministérios da Saúde  e  da OMS na implementação da Convenção de Minamata (Public health impacts of exposure to mercury and mercury compounds: the role of WHO and ministries of public health in the implementation of the Minamata Convention - 23 de janeiro de 2014)

O dia 28 de abril foi declarado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) como o Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho  como uma celebração internacional para os trabalhadores que sofreram acidentes, doenças ou mortos no trabalho. O dia também busca informar sobre os  eventos de saúde foram realizados com sucesso.

Como normalmente faz anualmente, a OPAS/OMS  se juntou a OIT, com o objetivo de reforçar a capacidade dos países para melhorar e promover a saúde e o bem-estar dos trabalhadores e para a prevenção de doenças ocupacionais nas Américas.

Estão abertas as inscrições de experiências para o Laboratório de Inovações sobre Participação e Controle Social na Elaboração e Monitoramento das Políticas, Ações e Serviços de Saúde, idealizado pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS) e pela Opas/OMS Brasil, com apoio do Ministério da Saúde. O objetivo é identificar e valorizar práticas participativas e deliberativas inovadoras, produzindo subsídios para os conselheiros de Saúde e para o gestor no que se refere à participação social no SUS.

As experiências devem abordar conteúdos dos seguintes eixos:

La investigación “Condiciones de Trabajo y Salud de los Trabajadores de la Salud, en Argentina, Brasil, Costa Rica y Perú”, tenía como objetivo analizar los determinantes de la situación de trabajo y salud de los trabajadores de la salud, así como generar indicadores para monitoreo y evaluación de la situación de trabajo y salud de los trabajadores de la salud.

The International Labor Office (ILO) declared April 28 World Day for Safety and Health at Work. Each year this date is observed in commemoration of the workers who suffered injuries, diseases or were fallen; and to celebrate those that were effectively prevented. At the same time, it aims to promoting prevention of occupational injuries and diseases. Since 2003 this celebration has taken place involving all stakeholders at global, regional and national levels through a multipartite approach and social dialogue. In some countries such as Argentina and Peru, it has been extended to be a whole week celebration.