Você está aqui

ENSP

Escola Nacional de Saúde Pública

Nessa quarta-feira (27/8), ocorrerá o seminário Olhares sobre a Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat), que contará com a participação de pesquisadores de referência do campo. Organizado pelas coordenadoras do curso de Mestrado Profissional em Vigilância em Saúde do Trabalhador da ENSP, Ana Braga e Jussara Brito, o evento será composto por duas mesas-redondas com os temas: Subsídios para a Visat na produção rural e A interdisciplinaridade nas ações de Visat, além de um debate sobre Qualificação da Informação sobre acidentes e agravos.

Elaborar orientações e subsídios para o desenvolvimento de ações de Vigilância em Saúde do Trabalhador a populações expostas a agrotóxicos, visando contribuir para a efetivação dessas ações pelos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) rurais. Esse foi o objetivo do estudo desenvolvido pelo aluno do Mestrado Profissionalizante em Saúde Pública da ENSP, Roque Manoel Perusso Veiga, sob orientação do pesquisador Carlos Minayo Gómez.

Diversos cursos da Coordenação de Educação a Distância da ENSP seguem oferecendo vagas até o mês de junho de 2014. Entre as oportunidades, a Escola oferece formação em nível de aperfeiçoamento, atualização e especialização. Gestão de Redes, Processos de Mudança na Formação Superior do Profissional de Saúde, Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa, Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana e Gestão em Saúde são alguns dos cursos. Confira todas as oportunidades. 
 

Tags: 

Estão abertas as inscrições para diversos cursos da ENSP, na modalidade a distância. Entre as oportunidades estão a Especialização em Gestão de Redes de Atenção à Saúde e o Curso de Especialização Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, o Curso de Aperfeiçoamento: Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa, e o Curso de Atualização em Fortalecimento de Redes de Atenção e Prevenção à Violência no Território. Ao todo, são 3.600 vagas. As inscrições devem ser feitas pela internet. Confira todos os detalhes nos editais.

Tags: 

A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, por intermédio do Grupo Direitos Humanos e Saúde (Dihs), pretende formar 2400 Agentes de Vigilância para a Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (Renast) nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país. A iniciativa é coordenada pelo pesquisador do Dihs/ENSP Luiz Carlos Fadel, que reuniu representantes das três regiões no final de fevereiro, na ENSP, para definir a coordenação colegiada do projeto.

Na quarta-feira (26/2), o Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh) da ENSP realiza a sessão científica Silicose: passado, presente e futuro, com palestra da pneumologista do Ambulatório do Cesteh e especialista em medicina do trabalho, Patricia Canto Ribeiro. A atividade está marcada para às 13 horas, na sala 32 do Cesteh, e é aberta ao público.

O curso mais tradicional da ENSP – especialização em Saúde Pública – está com inscrições abertas. Há 30 vagas, e os interessados podem se inscrever até 3/2. O objetivo do curso é introduzir o aluno no campo da saúde coletiva e gerar competências gerais e específicas para a sua atuação como sanitarista. Além disso, a especialização visa apresentar e refletir conceitos estruturantes correspondentes às subáreas constitutivas da saúde pública e capacitar o aluno para a identificação de problemas prioritários na área da saúde, buscando soluções criativas.

Tags: 

Uma das atribuições da Política Nacional de Saúde do Trabalhador é promover a formação e a capacitação dos profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS). A Escola Nacional de Saúde Pública, como parte integrante da iniciativa, vem atuando na qualificação dos profissionais do SUS, em diversas regiões do país, com a Área Técnica de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde (CGESAT/SVS).

Contribuir para a melhoria das condições de vida, trabalho e ambiente em setores do agronegócio. Essa é a proposta dos documentários Linha de corte e Nuvem de veneno, produzidos pela VideoSaúde – Distribuidora da Fiocruz.