Você está aqui

Santa Catarina (42)

Código: 
42
Nível: 
Estado

Informações no sistema

Período: 2.007 a 2.017
Número total de vínculos (RAIS): 36.018.725
Número total de registros de acidentes e doenças do trabalho (AEAT): 488.818
Número de notificações de agravos relacionados ao trabalho (SINAN): 38.912

Os acidentes de trabalho não podem continuar sendo explicados como fatalidade, devendo ser tratados como resultado de falhas de gestão dos processos produtivos, na maioria das vezes evitáveis por meio da prevenção. O ponto de vista foi reiterado por sindicalistas que participaram de audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) que debateu, nesta quinta-feira (15), os acidentes de trabalho e a saúde do trabalhador.

Este é um livro que extrapola o âmbito de abrangência da pesca artesanal. Os estudos e experiências aqui retratadas podem servir de interesse aos profissionais do campo da saúde do trabalhador e da saúde pública que, finalmente, dispõem de uma obra temática e compartilhada por diversos autores, com informações técnicas e científicas extensivas às categorias não assalariadas, agrícolas, artesãs, tradicionais ou não, que estão desassistidas no direito universal à atenção à saúde do trabalhador.

Município Sede: 
Telefone: 
(47) 3422-2925
(47) 3481-5105
(47) 3417-1368

Membros da comissão sugeriram a inclusão do Cerest (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador) para emitir licenças.

O Projeto Atender, que prevê mudanças no processo de abertura de empresas em Joinville, foi retirado ontem de tramitação da Câmara de Vereadores. De autoria do Executivo, a proposta deve receber alterações sugeridas pela Comissão de Legislação e Justiça.

Tags: 

Nos três primeiros meses deste ano, 31 pessoas morreram em acidentes de trabalho em Joinville. É uma morte a cada três dias, em média, segundo estatísticas do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) da cidade. O número já é quase o mesmo que o registrado ao longo de todo o ano passado, quando 35 trabalhadores se tornaram vítimas do próprio ofício.

Não há nada que possa ser feito para recuperar essas vidas, mas lembrar suas memórias e cobrar políticas em defesa dos trabalhadores podem ajudar a evitar novas mortes.

A II Conferência Macrorregional sobre Saúde do Trabalhador começou na manhã de ontem, 21 de maio e termina hoje, na UnC campus Mafra no auditório do bloco G.

O evento, que tem como tema, “Saúde do trabalhador, direito de todos e dever do Estado”, abrange gestores e prestadores de serviços, usuários e trabalhadores da saúde, divididos entre os municípios de Mafra, Itaiópolis, Papanduva, Monte Castelo, Rio Negrinho, Campo Alegre, Canoinhas, Três Barras, Porto União, Bela Vista do toldo, Irineópolis, Major Vieira e São Bento do Sul.

Tags: 
Município Sede: 
Telefone: 
(49) 3321-0098
(49) 3321-0090
(49) 3321-0071