Você está aqui

saúde global

Questionário pode ser respondido até amanhã, 28 de maio.

A Organização Mundial de Saúde - OMS e Organização Internacional do Trabalho - OIT, com a colaboração da Fundacentro e da Organização Pan-Americana de Saúde no Brasil e América do Sul, realizam pesquisa sobre os riscos à saúde e segurança dos profissionais da área de saúde durante a pandemia de Covid-19. A coleta de dados ocorre até amanhã, 28 de maio.

Com sete edições, o Seminário do Trabalho já se consolidou como um evento de referência para a UNESP – Campus de Marília, por se constituir como um importante espaço de debate crítico e de troca de experiências entre diversos pesquisadores do Brasil e do mundo voltados para as questões pertinentes ao mundo do trabalho, em especial para as situações decorrentes das transformações do capitalismo global.

"Descarto a ideia de que o sistema mundial está vivendo uma crise. Há uma crise econômica e financeira na Europa e, talvez, uma crise social, por derivação das políticas adotadas para controlar o problema financeiro naquele continente. Também existiu e ainda existe uma crise econômica e financeira nos EUA, mas isso não é mundial. É um vício tratar como mundial algo que acontece em função dos Estados Unidos e da Europa".

Parte do Projeto Formação em Cidadania para a Saúde, o Curso Capitalismo e Saúde, que já passou pela cidade de Cascavel, agora será ministrado em Ribeirão Preto, de 18 a 20 de maio de 2012. Faça já sua inscrição gratuita!

O Curso irá abordar:

Local: UNESP - Marilia

De 25 a 28 de junho de 2012

Promoção:
RET - Rede de Estudos do Trabalho

Apoio:
Universidade Estadula Paulista "Julio de Mesquita Filho" - UNESP - Marilia
Grupo de Pesquisa "Estudos da Globalização" - GPEG
Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais (Mestrado e Doutorado) - Unesp- Marilia
Departamento de Sociologia e Antropologia - DSA

Inscrições Abertas de 28 de março a 25 de maio de 2012 clique aqui

No dia 21 de fevereiro, o Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (ISAGS-Unasul) receberá a Dra. Asa Cristina Laurell para a conferência “Sistemas Universais de Saúde: objetivos e desafios”. O evento será transmitido pela internet em tempo real e terá um caráter interativo, já que os participantes poderão enviar perguntas e comentários através de nosso portal (www.isags-unasul.org ou no http://aovivonaweb.tv/isags), Twitter e Facebook.

Em seu comentário da semana, Luiz Gonzaga Belluzzo aborda a falta de cobertura correta da mídia brasileira ao desabamento do prédio que abrigava várias unidades manufatureiras em Bangladesh. Para o economista, o incidente, que matou mais de mil pessoas, tem mais significados. O aumento da mão de obra intensiva, do risco que os trabalhadores correm em decorrência às condições precárias do ambiente em que operam, e salários cada vez mais baixos são frutos da unificação dos mercados de trabalho.

Alinhado com a missão institucional, e dialogando com as teses aprovadas no VIII Congresso Interno da FIOCRUZ, a vice-presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde (VPAAPS) dá início ao Ciclo de Estudos Saúde e Ambiente, Saúde do Trabalhador e Emergência em Saúde – COVID 19, com o objetivo de contribuir na atualização da produção, disseminação e compartilhamento de conhecimentos e tecnologias em Saúde, Ambiente e Sustentabilidade, voltados para o fortalecimento e a consolidação do Sistema Único de Saúde, a promoção da saúde e a qualidade de vida da população brasileira.

No desafio da integração regional, a linguagem (oral, escrita; a partir de seu aspecto semiótico, não linguístico) ocupa, por suas características funcionais especiais, um lugar insubstituível na estrutura da inter-relação. Nos espaços técnicos, porém, seu papel como ferramenta de comunicação precisa de uma instância prévia de negociação que permita identificar signos com capacidade de se tornar código coletivo.

No dia 21 de fevereiro o ISAGS recebeu a pesquisadora Asa Cristina Laurell para a conferência “Sistemas Universales de Salud: retos y desafíos” (Sistemas Universais de Saúde: objetivos e desafios) que foi transmitida on-line para centenas de pessoas de mais de vinte países. Reconhecida como uma das pesquisadoras mais representativas da corrente da medicina social latino-americana, Asa Cristina é autora de mais de cinquenta artigos publicados em revistas científicas especializadas e dez livros.