Você está aqui

CEREST

Centro de Referência de Saúde do Trabalhador

A Prefeitura de Dourados, através do Cerest (Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador) tem realizado diversas visitas a empresas de Dourados e região com as Ações Preventivas em Saúde do Trabalhador, conforme demanda de casos notificados. A ação envolve médico, psicóloga, enfermeira e fisioterapeuta. No dia 13 a visita será no Núcleo de Confecções Margarida Ojeda Rojas, no BNH 4º Plano.

O serviço contabiliza o número de acidentes e agravos envolvendo trabalhadores. Com isso, o SUS pretende planejar as ações de prevenção e controle dos acidentes e doenças relacionadas ao trabalho no município

Doença provocada pelo Novo Coronavírus 2019, a COVID-19, é uma doença respiratória causada pelo NOVO vírus SARS-CoV-2. Ele se espalhou da China, a partir da cidade de Wuhan, para muitos outros países ao redor do mundo com destaque para Itália, Estados Unidos e atualmente inclui o Brasil. Diante deste impacto de âmbito mundial, a COVID-19, atingiu o nível de uma pandemia e provoca prejuízo sobre todos os aspectos da vida cotidiana, incluindo viagens, comércio, turismo e mercados financeiros.

Em 2011, o Ministério da Saúde autorizou a criação de 10 Centros de Referência em Saúde do Trabalhador com ações voltadas prioritariamente para populações do campo e da floresta – os Cerests rurais. Esses novos espaços devem atuar diretamente com agricultores e agricultoras, agindo na prevenção de doenças e acidentes de trabalho, além de encaminhá-los para atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Convidamos as Vigilâncias Sanitárias e Epidemiológicas do Alto Tietê a participar do Fórum Regional em Saúde do Trabalhador a realizar-se no dia 31/08/2012 da 8:30 às 12:00 horas no Município de Arujá. O local do evento será na Secretaria da Saúde do Município de Arujá sito à Rua Major Benjamim Franco, 425 – Centro atrás do supermercado Taka paralela à Rua João Manuel.

Maiores informações sobre o local poderão se obtidas nos telefones do CEREST 2472-5495 – Eng. Marcelo ou Enf. Luciana.

Nota Técnica Conjunta DVIS/VISA/CEREST Nº 011/2020

O uso de máscaras caseiras passa a ser mais um recurso no enfrentamento da COVID-19 visando minimizar o aumento de casos. Pesquisas têm apontado que a utilização de máscaras feitas em materiais alternativos reduz a disseminação de gotículas expelidas do nariz ou da boca do usuário no ambiente, garantindo uma barreira física que vem auxiliando na mudança de comportamento da população e diminuição de casos.

Um seminário promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vai discutir a implantação das ações de vigilância em saúde do trabalhador, a partir da Atenção Básica em Saúde. A atividade será realizada nesta quinta (20) e sexta-feira (21), no auditório 412, no Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

A reunião pretende avaliar os níveis de resíduos de agrotóxicos nos alimentos in natura que chegam à mesa do consumidor paraense

O CEREST e a Vigilância Ambiental do Departamento de Proteção à Saúde e Vigilâncias de São Bernardo do Campo divulgam as principais atividades desenvolvidas no decorrer dos últimos anos, na Secretaria Municipal de Saúde de São Bernardo do Campo.

Veja boletim em anexo.

Divisão de Saúde do Trabalhador e Meio Ambiente.
Fone: 11 4332.0552

Apresentação

Segundo o provérbio popular, “o que os olhos não veem, o coração não sente”.

A sabedoria contida nesse provérbio mostra-se muito apropriada ao mundodo trabalho, e ainda mais ao trabalho rural. Os olhos da sociedade não costumam ver osproblemas experimentados todos os dias por muitos de seus trabalhadores. O sofrimento no trabalho é, com frequência, suportado pelas vítimas de forma quase invisível.