Você está aqui

Termina conferência de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora

Data de publicação: 
sábado, 31 Maio, 2014
Tags: 

Está em andamento, em Belo Horizonte, a IV Conferência Estadual de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora de Minas Gerais, com o tema central a “Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, direito de todas e de todos e dever do Estado”. O evento, com realização no auditório Dayrrel Hotel (Rua Espírito Santo, 901 – Centro) até este sábado (31/05), tem como propósito construir propostas para a elaboração da política estadual e nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora. A ação é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), o Conselho Estadual de Saúde (CES) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems-MG).

O secretário de Estado de Saúde, José Geraldo de Oliveira Prado, afirmou, em seu pronunciamento na abertura da conferência, que as políticas públicas de qualidade só podem ser feitas com participação. “A política de gabinete sempre vai trombar com a realidade da política pública. Sem o conhecimento da realidade existem poucas chances de sucesso. O desafio é contribuir de uma maneira consequente e pé no chão, com o conhecimento de quem está no dia a dia e sabe qual é a realidade do trabalho”. Prado ressaltou, ainda, que é preciso buscar nesse encontro avanços e contribuições que ajudem a construir uma política estadual, trazendo sugestões de qualidade.

De acordo com Joderci Menezes, representante do Conselho Nacional de Saúde e membro da Comissão Interinstitucional de Saúde do Trabalhador, o Brasil está entre os cinco países do mundo onde mais se morrem trabalhadores no trabalho e essa conferência surge em um momento especial, para que o momento econômico brasileiro não continue a matar trabalhadores e fez questão de frisar que a conferência de saúde do trabalhador e da trabalhadora mineira é a maior etapa estadual realizada no Brasil sobre o tema.

Minas Gerais realizou 13 conferências regionais ampliadas, o que qualificou as discussões e trouxe a riqueza que engrandeceu a participação. A coordenadora de Saúde do Trabalhador da SES, Elice Eliane Nobre Ribeiro, disse que o desafio da SES-MG é construir uma política que atenda aos 853 municípios desde o menor, até o município mais populoso, incluindo este tipo de cuidado em todos os pontos da rede de atenção. “É preciso que os profissionais de saúde reconheçam em cada usuário um trabalhador e ao reconhecê-lo consiga relacionar que suas queixas, agravos e sintomas podem estar relacionados ao trabalho”, enfatiza.

Trabalho infantil

O vice-presidente do Conselho Estadual de Saúde (CES), Geraldo Heleno Lopes, destacou a importância do combate ao trabalho infantil. Segundo ele, por dia, uma criança se fere e outra morre em decorrência do trabalho no Brasil. Por esse motivo, foi fundamental realizar as conferências em todas as regiões do estado, a fim de ampliar a discutir do tema. “O Conselho Estadual de Saúde está atento a todas as demandas dos trabalhadores e busca ser um mediador nos debates em Minas”, diz.

Carlos Eustáquio Martins Torres veio de Itabira para participar da conferência. Técnico em segurança do trabalho aposentado, Carlos defende que é dever de toda empresa oferecer segurança e dignidade ao seu funcionário, tornando o ambiente de trabalho mais seguro. “É preciso que o trabalhador seja treinado e tenha conhecimentos de segurança para manter a sua integridade física. Acho que a conferência pode abrir caminhos em relação a isso”.

Para o secretário de estado de Saúde, José Geraldo de Oliveira Prado, a conferência tem uma missão complicada que é trabalhar com a diversidade e a partir dessa diversidade produzir mais conhecimento. No entanto, ele reafirmou que a crença absoluta da Secretaria de Estado de Saúde é de que a participação social efetiva e o envolvimento do cidadão são as únicas maneiras de construir saúde pública de qualidade. Só o controle social e a democracia com participação podem melhorar o Sistema Único de Saúde e construir políticas efetivas de saúde do trabalhador.

A IV Conferência Estadual elegerá seus delegados e consolidará as propostas que serão encaminhadas à etapa nacional, que tem a realização prevista para o período de 10 a 13 de novembro de 2014, em Brasília/DF.