Rede Sentinela

A rede de unidades sentinela faz parte dos dispositivos da RENAST para a realização diagnósticos e notificação de agravos à saúde relacionados ao trabalho. Também fazem parte de suas competências, a realização de identificação de casos e investigações epidemiológicas.

As unidades sentinelas serão definidas em nível local e regional por gestores e técnicos dos municípios. Sua habilitação será feita mediante processo de pactuação nos respectivos Colegiados de Gestão Regional. Tais serviços poderão contar, em um primeiro momento, com um processo de qualificação.

De forma geral, qualquer unidade de saúde, desde as unidades de atenção primária à saúde até as referências especializadas, pode ser constituída como unidade sentinela. Ainda assim, os casos confirmados de agravos relacionados ao trabalho de notificação compulsória pela Portaria n° 104/2011 devem ser notificados em todas as unidades de saúde. Quando a confirmação não puder feita, os casos deverão ser encaminhados para referências especializadas, dentro dos fluxos locais e especificidades do agravo.

Além de fortalecer a capacidade de diagnósticos precoces, as informações geradas pela estratégia devem subsidiar o planejamento e avaliação de ações na RENAST. 

Saiba mais: