Você está aqui

RENAST

CARTA DE BRASÍLIA PELA ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL

CEREST Regional de Campina Grande - ter, 13/11/2018 - 10:47

Ao final do 4º Seminário Nacional de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem, promovido pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) e pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), os participantes divulgaram o documento intitulado CARTA DE BRASÍLIA PELA ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL.
No documento, aprovado por aclamação entre as autoridades que participaram do evento nos dias 25 e 26 de outubro do corrente ano, afirma-se que crianças e adolescentes tem direito à proteção integral e prioritária contra a exploração do trabalho, alertando-se sobre os riscos envolvidos na prestação de serviços por crianças e adolescentes. A Carta também proclama a necessidade de eliminação imediata das piores formas de exploração do trabalho infantil e sua completa erradicação até 2025.
Conheça o conteúdo da Carta de Brasília, na íntegra. CARTA DE BRASÍLIA-DF PELA ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL
Os participantes do 4º Seminário Nacional de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem, promovido pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) e pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), sob a coordenação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem da Justiça do Trabalho (TST-CSJT), reunidos nos dias 25 e 26 de Outubro de 2018, no auditório Ministro Arnaldo Süssekind do TST, em Brasília-DF, vêm a público, conforme texto submetido à plenária e por aclamação:
1) AFIRMAR que crianças e adolescentes que prestam serviços, inclusive para o próprio sustento, são trabalhadores infantis e não podem ser excluídos das estatísticas, com direito à proteção integral e absolutamente prioritária, fundamento sobre o qual serão elaboradas e desenvolvidas políticas públicas, especialmente em razão de sua maior vulnerabilidade econômica e social.
2) ALERTAR sobre a dupla crueldade que é, num País de 12,7 milhões de desempregados adultos em idade produtiva, explorar o trabalho de 2,516 milhões de crianças e adolescentes de 5 a 17 anos, pois além de aniquilar a infância, destruir sonhos e inviabilizar o futuro daqueles que deveriam estar brincando e estudando, aprofunda o abismo econômico e social brasileiro.
3) PROCLAMAR que, em suas piores formas, que incluem escravização moderna, exploração sexual e pelo tráfico de drogas, atividades domésticas em lares de terceiros e outras modalidades que ampliam os riscos a que são submetidas as pequenas vítimas, o trabalho infantil precisa ser imediatamente eliminado, exigindo ações concertadas dos integrantes da rede de proteção e do sistema de garantias dos direitos das crianças e adolescentes, com responsabilização, inclusive criminal, da cadeia produtiva de exploração.
4) ASSEVERAR que deve ser cumprida a meta 8.7 do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) N. 8, da Organização das Nações Unidas (ONU), que propõe a adoção de medidas eficazes para eliminar imediatamente as piores formas de trabalho infantil e, no mais tardar até 2025, extinguir o trabalho infantil em todas as suas formas, o que exige uma rede de proteção articulada e fortalecida.
5) CONCITAR os governantes, atuais e futuros, a pautar suas ações e políticas públicas voltadas a crianças e adolescentes no respeito à Constituição e nas Convenções e Tratados Internacionais ratificados pelo Brasil, em especial, no âmbito trabalhista, nas Convenções 138 e 182 da OIT, sem perder de vista que, ao Poder Judiciário, de modo concentrado ou difuso, é assegurado o controle de constitucionalidade e de convencionalidade das leis e atos normativos.
6) RECONHECER que o enfrentamento e eliminação eficaz do trabalho infantil exigem sensibilidade, preparo e especialização científico-jurídica de juízes, membros do Ministério Público e advogados, fortalecendo o sistema de justiça, inclusive a Justiça do Trabalho.
7) REPUDIAR a exploração desumana do trabalho precoce que, de 2007 a 2017, matou 236 crianças e adolescentes de 5 a 17 anos, mutilou ou causou danos graves à saúde de 24.745 pequenos trabalhadores e, no total, gerou 40.849 notificações de agravos à saúde relacionados ao trabalho.
8) EXPLICITAR que o explorador de trabalho infantil, além da condenação pelos direitos derivados do reconhecimento do vínculo empregatício, poderá ser responsabilizado por indenizações decorrentes de danos materiais, morais e existenciais.
9) LEMBRAR aos empresários que, mais do que dever legal, a aprendizagem é uma oportunidade de valorizar e qualificar o seu futuro empregado, além de configurar, quando verdadeira, instrumento de combate ao trabalho infantil e qualificação profissional sem abrir mão da educação.
10) ASSEGURAR que o trabalho infantil viola direitos humanos fundamentais e, por conseguinte, deve ser banido do nosso país, pois o futuro de crianças e adolescentes está em nossas mãos.
Fonte: CSJT

Categorias: RENAST

Encontro e lançamento de dossiê temático promovem debate sobre intervenção em saúde do trabalhador

CEREST Pindamonhangaba - ter, 13/11/2018 - 07:53
A Fundacentro, a Faculdade de Saúde Pública (USP) e o CESTEH (Fiocruz), realizam, no dia 5 de dezembro, o 67º Encontro Presencial para discutir o tema “Intervenção em Saúde do Trabalhador”.De acordo com os organizadores, a importância de trazer o tema para debate, se baseia no fato de que ações técnicas, institucionais e políticas, somadas a conhecimentos produzidos, devem estar vinculados à transformação das situações e condições de trabalho. Mas para se alcançar a efetividade dessas transformações no ambiente de trabalho, a articulação entre trabalhadores, agentes do estado, academia e dos serviços deve ser engajada e continua.Para o professor da Faculdade de Saúde Pública, Rodolfo Vilela, a saúde do trabalhador reside em um campo sensível, pois tende a colocar limites na forma como acontecem as relações de trabalho e as condições de trabalho que afetam a saúde e a segurança.Questionado sobre como a intervenção em saúde do trabalhador pode contribuir com um novo modelo no ambiente de trabalho, tendo em vista a reforma trabalhista, e a terceirização irrestrita, Vilela avalia o contexto atual de forma bastante delicada. “A intervenção em um contexto como o que estamos enfrentando ainda é uma incógnita, pois a tendência é o acirramento de conflitos, uma vez que o ativismo pela saúde do trabalhador poderá ser visto de forma negativa pelos próprios governantes e provocar uma diminuição dos espaços de intervenção seja por meio da ação pública ou nos espaços de negociação coletiva com vistas à melhoria das condições de trabalho”, observa.
O dia 5 de dezembro será um dia de debate e comemorações. A temática intervenção será abordada durante a realização do 67º Encontro Presencial, como também no lançamento do Dossiê Temático da Revista Brasileira de Saúde Ocupacional que comemora 45 anos. No mesmo dia será celebrado o aniversário de 10 anos do Fórum AT.Os pesquisadores José Marçal Jackson Filho da (Fundacentro); José Augusto Pina, Katia de Souza Reis e Luis Carlos Fadel de Vasconcellos (Fiocruz); Rodolfo Vilela (FSP/USP) e Leny Sato (Instituto de Psicologia/USP) discorrerão sobre as formas de intervenção no campo da saúde do trabalhador e desafios do Laboratório de Mudanças que consiste em uma metodologia que muda a forma de intervenção, criando um espaço de aprendizado junto com a construção de soluções sistêmicas em uma atividade de produção de bens ou serviços.
Periódico científico da Fundacentro: 45 anos de pesquisas publicadas no campo da saúde do trabalhadorA Revista Brasileira de Saúde Ocupacional (RBSO) comemora 45 de pesquisas publicadas no campo da saúde do trabalhador.Em 1973, quando então nascia o periódico cientifico, a linha editorial da revista passou por três diferentes fases, descritas com detalhes no artigo publicado na própria RBSO, em julho de 2015: “Da segurança e medicina do trabalho à Saúde do Trabalhador: história e desafios da Revista Brasileira de Saúde Ocupacional”.Mas foi em 2006 que surgiram os dossiês temáticos, bem como sua indexação a 9 bases de dados, com índices ascendentes nos fatores de impacto. O lançamento do dossiê temático sobre “Intervenção em Saúde do Trabalhador” será apresentado pelos Editores da RBSO, momento em que farão uma reflexão sobre a real capacidade profissional e institucional de intervenção nas empresas, considerando que há possibilidade de aumento do número de acidentes no contexto atual.O Editor Chefe da RBSO, José Marçal, destaca que os pesquisadores brasileiros têm um grande interesse pelo tema intervenção em ST, o que levou a grande número de artigos submetidos. “A proposta de dossiê procurou contemplar por um lado, a solicitação do Rodolfo Vilela, editor da RBSO e professor da FSP/USP, cujo tema é central para o desenvolvimento do projeto temático da FAPESP que coordena, e de outro, a aproximação entre pesquisadores do CESTEH/FIOCRUZ e nós da Fundacentro”, observou.
Fórum Acidentes do Trabalho comemora 10 anosO Fórum AT, criado em 2008, surgiu de uma iniciativa de pesquisa realizada na região de Piracicaba, interior do estado de São Paulo, coordenada pelos professores Rodolfo Vilela e Ildeberto Muniz de Almeida (Pará) da UNESP Botucatu.Comemorar 10 anos de debates, pesquisas e contribuições no campo da saúde do trabalhador, tem sido muito gratificante, destaca Rodolfo Vilela. “O espaço não é só uma iniciativa de extensão, é uma forma de colocar a sociedade dentro da universidade e pautar pesquisas, cursos e oficinas de capacitação. Um espaço presencial e virtual de reflexão sobre as práticas do campo”, diz.São quase 80 mil usuários de países de Língua Portuguesa e de outros idiomas que visitam a página, tendo cerca de 432 mil visualizações no período de 2014 a agosto de 2018. Presente no Facebook e Youtube, o Fórum proporciona linguagem e dispositivos de interação acessíveis.Vilela descreve o Fórum como uma atividade de extensão universitária que foi criada para fazer frente à banalização das análises reducionistas que explicavam e ainda continuam reduzindo os acidentes a um fenômeno individual, causado pelo comportamento inadequado das vítimas.A participação da Fundacentro nas atividades do Fórum AT ocupou destaque quando da realização do primeiro encontro onde foram realizadas 4 conferências do Pesquisador Francês Michel Llory, em junho de 2012. Posteriormente, houve a realização do 1º Seminário Internacional Análise e Prevenção de Acidentes de Trabalho (I SIAPAT) realizado durante uma semana em SP, em agosto de 2014.O Fórum AT constituiu-se em uma rede de cooperação que inclui uma página de suporte entre professores, pesquisadores e profissionais que atuam nos serviços. Na Faculdade de Saúde Pública há a cooperação dos professores que atuam em linhas de pesquisa de saúde do trabalhador, além de alunos e outros profissionais de serviços.
Local, data dos eventos e inscriçõesO 67º Encontro Presencial, as comemorações dos 10 anos do Fórum AT e 45 anos da RBSO acontecem no dia 5 de dezembro de 2018, das 9h às 12h30, no auditório Edson Hatem, Fundacentro, situado à Rua Capote Valente, 710 – Pinheiros, São Paulo-SP.A inscrição poderá ser feita no site oficial da Fundacentro (em: http://www.fundacentro.gov.br/cursos-e-eventos/inscricao-no-evento/860), ou presencial, lembrando que as vagas são limitadas em razão do tamanho do auditório.O evento de lançamento da RBSO é coordenado por Cezar Akiyoshi Saito, Eduardo Garcia Garcia e Júlio Cesar Lopardo Alves.Informações e inscrições pelos telefones (11) 3066-6323 ou (11) 3066-6368 e e-mail: sev@fundacentro.gov.br
Acesse o programa do 67º Encontro Presencial: http://www.fundacentro.gov.br/cursos-e-eventos/detalhe-do-evento/2018/12/intervencao-em-saude-do-trabalhador

Fonte: http://www.fundacentro.gov.br//noticias/detalhe-da-noticia/2018/11/encontro-e-lancamento-de-dossie-tematico-promovem-debate-sobre-intervencao-em-saude-do
Categorias: RENAST

Fuzil defeituoso explode e fere policial no Rio

CEREST Pindamonhangaba - seg, 12/11/2018 - 08:31
Um fuzil defeituoso explodiu deixando um policial militar ferido na mão e no rosto, durante um tiroteio no complexo da Pedreira, na zona norte do Rio de Janeiro, na tarde de ontem (11).Segundo a Polícia Militar PM), policiais do Batalhão de Irajá (41º BPM) faziam um patrulhamento próximo à comunidade Bin Laden, no complexo da Pedreira, em Costa Barros, quando foram atacados por criminosos.Os policiais, de acordo com a PM, reagiram ao ataque e começaram a trocar tiros com os criminosos. Durante o tiroteio, o fuzil que estava com um dos policiais apresentou problemas e explodiu.O policial foi encaminhado ao Hospital Central da Polícia Militar. A PM não forneceu informações sobre o estado de saúde do agente ferido, nem a sua identidade.
Fonte: https://www.msn.com/pt-br/noticias/brasil/fuzil-defeituoso-explode-e-fere-policial-no-rio/ar-BBPCu4U?li=AAggXC1&ocid=mailsignout
Categorias: RENAST

Pesquisa da Fundacentro sobre motivação para melhoria da SST apresenta primeiros resultados

CEREST Pindamonhangaba - sex, 09/11/2018 - 15:00
Pesquisadores da Fundacentro realizaram uma pesquisa online junto aos dirigentes sindicais no Brasil sobre fatores que motivam a alta administração das organizações a se envolverem ativamente com a melhoria da segurança e saúde no trabalho. O convite para participação na pesquisa foi enviado por mala-direta da Fundacentro entre os meses de março e maio de 2018.A pesquisa foi inspirada por um estudo publicado na Austrália na década passada, em que se procurou identificar e avaliar os fatores determinantes na motivação da alta administração, empresários e supervisores para o alcance de bons resultados na segurança e saúde no trabalho.Segundo o coordenador da pesquisa, Rogério Galvão, tecnologista da Coordenação de Segurança no Processo de Trabalho, os dirigentes sindicais foram escolhidos como público-alvo por serem atores sociais frequentemente envolvidos em negociações relacionadas com a segurança e saúde dos trabalhadores.Participaram da equipe de pesquisa os servidores Luís Fernando Salles Moraes, José Damásio de Aquino, Mauro Laruccia, Dalton Tria Cusciano e Sergio Antonio dos Santos, além do professor Alcides Barrichello da Universidade Mackenzie.

Fatores de motivaçãoEmbora vários estudos nessa temática tenham sido realizados em países centrais, os pesquisadores observam que ainda há um amplo campo a ser explorado no contexto nacional, cujos resultados poderiam agregar elementos para o alcance de políticas públicas mais eficientes, eficazes e efetivas.Para Galvão, a discussão sobre os instrumentos governamentais e fatores determinantes para a melhoria dos ambientes de trabalho é uma pauta sempre presente na agenda das partes interessadas frente aos crescentes desafios da globalização, do desenvolvimento tecnológico, do desemprego e da precarização das relações e condições de trabalho. “A criação e atualização de normativas num mundo tão complexo passam necessariamente por conhecer minimamente as motivações dos envolvidos”, ressalta.No questionário online, as perguntas foram elaboradas com base em 12 fatores principais de motivação, selecionados a partir de revisão bibliográfica. Esses fatores incluem: crenças pessoais ou religiosas para o bem estar comum; obrigação moral para o cumprimento das leis e regulamentos pertinentes; risco de o empreendimento ser fiscalizado, multado ou interditado; risco de sofrer ação de responsabilidade civil ou criminal em caso de acidente do trabalho; redução da alíquota de contribuição obrigatória do Seguro Acidente do Trabalho – SAT; risco de sofrer ação regressiva acidentária de ressarcimento ajuizada pelo INSS; existência de políticas ou diretrizes corporativas; evitar prejuízos imediatos com acidentes (afastamentos, despesas médicas, paralisação da produção, avaria em equipamentos etc.); possibilidade de ocorrer publicidade negativa em caso de acidente; pressão ou recomendação dos trabalhadores e suas representações; recomendação ou expectativa dos acionistas; pressão de fornecedores ou clientes.
Resultados obtidosOs resultados da pesquisa online realizada junto aos dirigentes sindicais no Brasil foram apresentados no “IV Congreso de la Sociedad de Análisis de Riesgo Latinoamericana SRA-LA” realizado no México de 29 a 31/10/2018.Leia resumo apresentado em:http://www.fundacentro.gov.br/arquivos/link/noticias/2018OCT30_20181109100059.pdfOs resultados apontaram que os representantes sindicais analisados eram originários de 18 estados brasileiros com predominância das regiões sudeste e sul (82%), onde se concentra a maior parte das atividades econômicas do país. Aproximadamente 54% dos respondentes atuavam em sindicatos com até 1000 filiados, seguidos dos que atuavam em sindicatos entre 1001 e 2500 filiados (21%). Com relação aos setores de atividades, mais da metade dos respondentes atuavam nos setores de atividades de serviços (25%), da administração pública (12%), da saúde humana e de serviços sociais (10%) e da indústria de transformação (8%). Cerca de 77% dos respondentes dos trabalhadores declararam já ter participado de negociações relacionadas com a SST.A média dos fatores analisados indicou que a alta administração dos empreendimentos, segundo a percepção dos dirigentes sindicais, tem uma tendência maior a se motivar com a melhoria da SST para evitar ações de responsabilidade (risco de sofrer ação de responsabilidade civil ou criminal em caso de acidente do trabalho) ou fiscalizações (risco do empreendimento ser fiscalizado, multado ou interditado).
Próxima etapaNa fase atual, a pesquisa está sendo dirigida aos Técnicos de Segurança do Trabalho do estado de São Paulo contando com o apoio do SINTESP, em que dez fatores que influenciam a tomada de decisão para a melhoria da SST estão sendo avaliados.A coleta dos dados junto a esses profissionais especializados está sendo realizada nos meses de outubro e novembro de 2018, e os dados serão analisados e publicados de forma agregada preservando o anonimato.
Acesse a pesquisa em andamento em: http://www.sintesp.org.br/noticias/mundo-do-trabalho/pesquisa-fundacentro-dirigida-aos-tecnicos

Fonte: http://www.fundacentro.gov.br//noticias/detalhe-da-noticia/2018/11/pesquisa-da-fundacentro-sobre-motivacao-para-melhoria-da-sst-apresenta-primeiros-resultados
Categorias: RENAST

Palestra: "Técnicas de oratória aplicadas nos treinamentos de segurança e saúde no trabalho"

CEREST Pindamonhangaba - qui, 08/11/2018 - 14:59
A Fundacentro do Espírito Santo, no dia 19 de novembro, das 13h às 17h, realizará palestra sobre “Técnicas de oratória aplicadas nos treinamentos de segurança e saúde no trabalho”, a ser realizado na própria regional, situada à rua Cândido Ramos, nº 30 – Edifício Chamonix – Jardim da Penha – Vitória – ES.A palestra tem como objetivo desenvolver os conhecimentos e técnicas que auxiliam ao ministrar cursos, palestras, DDS e treinamentos na área da saúde e segurança do trabalho, com ênfase nos aspectos andragógicos, melhorando o poder de persuasão e envolvimento dos participantes.Podem participar profissionais das áreas de saúde e segurança do trabalho, instrutores de treinamentos, professores, profissionais liberais que queiram melhorar o seu relacionamento comercial, estudantes e demais pessoas interessadas no tema.Para ministrar a palestra, a instituição convidou a gestora em recursos humanos Eliane Belizário de Souza Gomes. Eliane também é especialista em docência de educação profissional, técnica em segurança do trabalho, instrutora de educação profissional em curso técnico de segurança do trabalho.De acordo com a programação, os temas que serão destacados englobam oratória, características de um bom orador, elementos básicos da comunicação, razões fazem as pessoas nos ouvirem, obstáculos que atrapalham a comunicação, aspectos básicos para atrair os ouvintes, planejamento psicológico e planejamento técnico, como controlar o medo de falar em público, domínio prático e teórico do assunto, marketing pessoal, cuidados para ter qualidade e saúde vocal e andragogia (ensino de adultos).O curso é coordenado pelo pesquisador da Fundacentro/ES, Antonio Carlos Garcia Junior. Informações podem ser obtidas com Raquel, pelo telefone: (27) 3315.0040, ramal 220.
Folder e inscrição:http://www.fundacentro.gov.br/arquivos/link/noticias/Orat%C3%B3riaSSTnov_20181108195328.pdf
Categorias: RENAST

CEREST-CG PARTICIPARÁ EM JOÃO PESSOA DE SEMINÁRIO “VIOLÊNCIAS NO TRABALHO: ENFRENTAMENTO E SUPERAÇÃO”

CEREST Regional de Campina Grande - qua, 07/11/2018 - 12:16

Técnicos do CEREST-CG - Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande, estarão participando nos dias de amanhã, 8 e sexta-feira, 9, do seminário “Violências no Trabalho: enfrentamento e superação”, promovido pelo Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba  (13ª Região). O evento, que  vai reunir várias entidades,  acontecerá no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, em João Pessoa. Trata-se de uma ação dos programas Trabalho Seguro e de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem, do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), em parceria com todos os tribunais regionais e está recebendo o apoio do Grupo de Trabalho Interinstitucional (Getrin). O seminário vai discutir políticas de prevenção de trabalho em condições inseguras e em idade não autorizada pela Constituição Federal. A programação científica terá carga horária de nove horas-aula, com abordagem multidisciplinar, sendo de interesse de magistrados, servidores, membros do Ministério Público, professores e pesquisadores, estudantes e todos os profissionais que se relacionam com o mundo do trabalho. De acordo com o juiz André Machado Cavalcanti, o Seminário Violências no Trabalho – Enfrentamento e Superação tem a finalidade de discutir com toda a sociedade, questões que configuram violências no ambiente de trabalho. “Enfocaremos a questão do trabalho prestado em condições inseguras e também aquele prestado por pessoas com idade inferior ao que a Constituição Federal permite. Abordaremos também todos os aspectos, dessa violência do trabalho, que muitas vezes é imposta ao trabalhador”, disse o magistrado.
Categorias: RENAST

CONASS Informa n. 212 – Publicada a Resolução CNS n. 579 que ... - CONASS (liberação de imprensa) (Blogue)

Conferências de Saúde do Trabalhador - qua, 07/11/2018 - 10:56

CONASS Informa n. 212 – Publicada a Resolução CNS n. 579 que ...
CONASS (liberação de imprensa) (Blogue)
Considerando a Resolução CNS nº 507/2016, que dispõe sobre as deliberações da 15ª Conferência Nacional de Saúde; e. Considerando o caráter deliberativo do controle social, destacando que cabe aos Conselhos de Saúde, .... XXIV – ampliação e garantia de ...

Categorias: RENAST

CONASS Informa n. 210 – Publicada a Resolução CNS n. 573 que ... - CONASS (liberação de imprensa) (Blogue)

Conferências de Saúde do Trabalhador - qua, 07/11/2018 - 10:56

CONASS Informa n. 210 – Publicada a Resolução CNS n. 573 que ...
CONASS (liberação de imprensa) (Blogue)
Considerando a Resolução CNS nº 507, de 16 de março de 2016, que torna públicas as propostas, diretrizes e moções aprovadas pelas Delegadas e Delegados na 15ª Conferência Nacional de Saúde, com vistas a garantir-lhes ampla publicidade; ... e Art.13 e ...

Categorias: RENAST

Manual Técnico do Curso Básico de Vigilância em Saúde do Trabalhador no Sistema Único de Saúde

CEREST Pindamonhangaba - seg, 05/11/2018 - 08:16
O presente Manual Técnico tem como objetivo subsidiar a formação de agentes de Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat) no âmbito da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (Renast) e dos seus Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest). A formação de profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS), e também de outros setores do Estado e da Sociedade, para o exercício da Visat é um imperativo para fazer frente ao grave quadro de doenças, acidentes e mortes no trabalho, no Brasil. A implementação das ações de vigilância deve ocorrer nos diversos níveis da rede do SUS (nacional, estadual, regional, municipal). Para isso, a partir de suas estruturas, deve-se criar fluxos, pactuações e execução de atividades em articulação intra e intersetorial e na perspectiva interdisciplinar.
Os conhecimentos e técnicas utilizados na formação compreendem diversas disciplinas, práticas dos profissionais e os saberes e experiências dos próprios trabalhadores. Os objetivos primordiais da formação em Visat são produzir, analisar e difundir informações sobre os agravos à saúde decorrentes do trabalho; realizar intervenções sanitárias corretivas e preventivas sobre estes agravos; e estabelecer uma cultura de vigilância em saúde do trabalhador, conforme o dispositivo contido no artigo 200 da Constituição Federal de 1988, regulamentado pela Lei 8.080, de 19/09/1990 (Lei Orgânica de Saúde).O Manual é composto de três partes. A Parte 1 trata das Bases Conceituais para a Ação em Visat, a Parte 2 trata das Bases Conceituais de Sistemas de Trabalho e a Parte 3 compreende as Técnicas de Análise em Visat.
Acesse o manual em:  https://docs.wixstatic.com/ugd/15557d_e0339a37c76344e0ba02ab4aae594502.pdf


Fonte: http://renastonline.ensp.fiocruz.br/recursos/manual-tecnico-curso-basico-vigilancia-saude-trabalhador-sistema-unico-saude
Categorias: RENAST

Guia SPED: Tudo sobre as obrigações do SPED para sua empresa - Jornal Contábil

Conferências de Saúde do Trabalhador - qua, 31/10/2018 - 09:39

Jornal Contábil

Guia SPED: Tudo sobre as obrigações do SPED para sua empresa
Jornal Contábil
Para o governo receber as informações fiscais, trabalhistas, contábeis, operacionais e, consequentemente, financeiras das empresas, em 2007, foi criado o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED). O objetivo desta modernização foi tornar o ...

e mais »
Categorias: RENAST

Congresso Sul-Mato-Grossense sobre Violências no Trabalho

CEREST Pindamonhangaba - ter, 30/10/2018 - 13:00
De 12 a 13 de novembro, das 8h às 18h, a Fundacentro do Mato Grosso do Sul realiza o Congresso Sul-Mato-Grossense sobre Violências no Trabalho: Enfrentamento e Superação, o qual ocorrerá no Anfiteatro Salomão Baruki da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Campus do Pantanal, situado à rua Poconé, nº 000, bairro: Universitário - Corumbá - MS.A Fundacentro/MS conta com a parceria do Trabalho Seguro: Programa Nacional de Prevenção de Acidente de Trabalho, do Getrin24, do TRT 24° Região, da UFMS Laboratório de Saúde Mental do Trabalhador – (LSMT UFMS CEPAM).O objetivo é reunir pessoas de múltiplas inserções profissionais e sociais para discutir as diversas formas de violência relacionadas ao mundo do trabalho, bem como possibilidades de atuação em diferentes frentes e áreas, possibilitando o conhecimento e atuação em defesa da saúde, dos direitos humanos e sociais.
Além disso, o congresso abordará cientificamente questões relacionadas ao assédio moral, assédio sexual, discriminações de gênero, violência organizacional, trabalho infantil e trabalho escravo.Sob coordenação técnica dos servidores Hemerson Ortiz da Mota, Marcio Alexandre da Silva, Leontino Ferreira de Lima Junior e Vanessa Catherina Neumann Figueiredo, o evento é oferecido aos acadêmicos, estudiosos profissionais e pesquisadores das diversas formas de violência no trabalho, como profissionais da área do direito, psicólogos, pedagogos, profissionais de SST (engenheiros, técnicos, médicos, auditores fiscais, profissionais da saúde e do CEREST) e empresários.Com carga horária de 12 horas, durante a realização do congresso haverá minicursos com carga horária de 4 horas. Vale ressaltar que informações a respeito da inscrição e a programação do evento estão disponíveis no site da instituição: http://www.fundacentro.gov.br/cursos-e-eventos/detalhe-do-evento/2018/11/congresso-sul-mato-grossense-sobre-violencias-no-trabalho-enfrentamento-e-superacao
Categorias: RENAST

2° Simpósio de Saúde e Bem Estar para Profissionais da Saúde

CEREST Pindamonhangaba - seg, 29/10/2018 - 13:00
Conscientizar os profissionais de saúde sobre a importância da saúde integral do corpo e da mente, divulgando ferramentas que visam a mudança de estilo de vida é o objetivo do 2° Simpósio de Saúde e Bem Estar para os Profissionais da Saúde, que ocorrerá no dia 5 de novembro no Centro de Convenções Rebouças em São Paulo (SP). O evento é promovido pelo Grupo Técnico Interprofissional - GTI, grupo técnico criado em 2014 pela Resolução SS nº 78 e que reúne representantes da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES/SP), do Crefono 2 e demais Conselhos Regionais da Área Saúde do Estado de São Paulo.Preocupados com o estilo de vida de milhares de Profissionais de Saúde do Estado de São Paulo que prestam assistência à saúde, o Simpósio abordará temas como alimentação saudável, prática de exercício, envelhecimento saudável e cuidados com a mente e ambiente, visando reduzir assim a vulnerabilidade e riscos à saúde.Os profissionais de saúde interessados em participar do evento, devem se inscrever no site: http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=42013As inscrições de estudante serão realizadas em:  http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=42016Confira a programação completa em:  http://www.fonosp.org.br/images/agenda/Programasimposiobemestar.pdf
Categorias: RENAST

Muro desaba na Vila Olímpia e dois operários morrem

CEREST Pindamonhangaba - seg, 29/10/2018 - 07:12
Um muro de contenção desabou na Vila Olímpia, Zona Sul de São Paulo, e ao menos dois operários morreram na manhã deste sábado (27 de outubro), segundo o Corpo de Bombeiros. Há ao menos três feridos.
Havia uma obra em andamento e um muro de cerca de seis metros estava sendo construído em um terreno na Rua Gomes de Carvalho. A área fica em frente a um espaço de eventos.
Os três feridos foram atendidos pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), dois foram levados para o Hospital das Clínicas e uma vítima ao ao Pronto-Socorro Regional de Osasco. Ainda não há informações sobre as causas do desabamento.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2018/10/27/muro-desaba-no-itaim-bibi-e-duas-pessoas-morrem.ghtml
Categorias: RENAST

Seminário Estadual: “Agravos da Comunicação Relacionados ao Trabalho: Distúrbios da Voz e Perda Auditiva”

CEREST Pindamonhangaba - qui, 25/10/2018 - 13:09
Em 13 de novembro de 2018 será realizado o Seminário Estadual: “Agravos da Comunicação Relacionados ao Trabalho: Distúrbios da Voz e Perda Auditiva”, promovido pela Divisão de Vigilância Sanitária do Trabalho – Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador, do Centro de Vigilância Sanitária (DVST-CEREST Estadual/CVS), em parceria com o Laborvox da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/PUC-SP.O objetivo do encontro é apresentar propostas para a qualificação das ações em saúde relacionadas aos agravos de Perda Auditiva Induzida por Ruído (PAIR) e Distúrbios da Voz Relacionada ao Trabalho (DVRT). O público alvo é formado por  profissionais do SUS, das áreas de Assistência e Vigilância e alunos de graduação e pós-graduação da área da saúde.As vagas são limitadas!
Local: Auditório PUC/SP Endereço: Rua Monte Alegre, 984, Perdizes, São Paulo/SP
Inscrições serão realizadas por meio do formulário:http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=42169

Programação: 
Dia 13 de novembro de 201808h00  - Recepção8:30h – 9h00  - Abertura (Simone Alves dos Santos – Coordenadora Estadual de Saúde do Trabalhador/SES-SP Karla Baeta – Coordenadora Nacional de Saúde do Trabalhador/MS;  Marta Andrada – Docente da PUC-SP Representante do Conselho Regional de Fonoaudiologia- 2º Região)9h00 – 9:30h  - PAIR e DVRT: Quais são as prioridades hoje?  (Márcia Tiveron de Souza – DVST-CVS/CEREST Estadual)9:30h – 11h30 - Mesa Redonda: DVRT – Chegamos. E agora? (Coordenação: Profa Léslie Picoloto Ferreira – PUC/SP Protocolo de Complexidade Diferenciada – DVRT Flávia Ferreira – CGST/MS);  Linha de Cuidado em DVRT (Márcia Tiveron – DVST-Cerest/CVS);  Experiência em DVRT – CEREST Campinas (Eliane Zampieri – Fonoaudióloga Cerest Campinas)11:30 - 12:00h  - Perguntas12:00h– 13:30h  - Almoço13:30h – 15:30h - Mesa Redonda: PAIR e seus desafios (Coordenação: Ana Claudia Fiorini);  Inspeção em empresas com risco RUÍDO: quais são as evidências de cuidado com a saúde do trabalhador? (Luiz Felipe Silva - UNIFEI);  Laudo audiológico e o uso da CIF: podemos qualificar a informação? (Cristina Biz – Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia);  Reabilitação do portador de PAIR: como fazer? (Claudia Tacollini – fonoaudióloga da SMSP)15:30 - 16:00h -  Perguntas
16:00h  - Encerramento
Categorias: RENAST

CEREST REALIZA INTERVENÇÃO NA CAGEPA PARA IDENTIFICAR AS POSSÍVEIS CAUSAS DE ACIDENTE DE TRABALHO

CEREST Regional de Campina Grande - qui, 25/10/2018 - 12:09

O CEREST-CG - Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande realizou intervenção na CAGEPA – Companhia de Água e Esgotos da Paraíba e em sua terceirizada, a ICOL – Indústria de Construções, após dois trabalhadores terem sofrido acidente de trabalho, tendo um deles ido a óbito. As vítimas inalaram gás tóxico durante a manutenção em uma rede de esgoto neste município.
As intervenções estão sendo realizadas pela equipe de técnicos do CEREST e coordenada pelo engenheiro de segurança do trabalho, Artur Sartori. Os técnicos realizam um levantamento de toda a situação envolvendo o ambiente e o processo de trabalho, na qual os trabalhadores estão expostos. Estão sendo coletados depoimentos dos funcionários e gestores responsáveis pelas respectivas empresas. 
A coleta de informações, tanto de depoimentos, documentos e fotos do ambiente de trabalho, subsidiará a elaboração do relatório para que as empresas adotem as ações de correção necessárias.    Após o acidente, ocorrido em 09 deste mês, os dois trabalhadores: Evaldo Leite da Silva e José Ailton dos Santos foram levados ao  Hospital de Trauma de Campina Grande, tendo o senhor José Ailton dos Santos, servente da empresa prestadora de serviço da CAGEPA, ido a óbito em menos de 24 horas. O segundo profissional, o Sr. Evaldo Leite da Silva, motorista que tentou socorrer seu colega de trabalho, já recebeu alta da Clinica Santa Clara.  
Texto: Ascom –CEREST-CG
Categorias: RENAST

Concurso UERJ 2018: Inscrições para 120 vagas de Técnico em ... - Boa Informação

Conferências de Saúde do Trabalhador - ter, 23/10/2018 - 18:10

Concurso UERJ 2018: Inscrições para 120 vagas de Técnico em ...
Boa Informação
... p) Realizar atividades de assistência ao trabalhador de enfermagem; q) Realizar as atividades de recepção, conferência, limpeza e esterilização de artigos médicohospitalares na Central de Material e Esterilizações (CME) do hospital; r ...

Categorias: RENAST

Concurso UERJ 2018: Inscrições para 120 vagas de Técnico em ... - Notícias Concursos (Blogue)

Conferências de Saúde do Trabalhador - ter, 23/10/2018 - 18:05

Notícias Concursos (Blogue)

Concurso UERJ 2018: Inscrições para 120 vagas de Técnico em ...
Notícias Concursos (Blogue)
... p) Realizar atividades de assistência ao trabalhador de enfermagem; q) Realizar as atividades de recepção, conferência, limpeza e esterilização de artigos médicohospitalares na Central de Material e Esterilizações (CME) do hospital; r ...

e mais »
Categorias: RENAST

2ª Jornada Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora

CEREST Pindamonhangaba - seg, 22/10/2018 - 08:55
No período de 04 a 06 de dezembro de 2018, Brasília (DF) sediará a a 2ª Jornada Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, organizada pelo Ministério da Saúde por meio da Coordenação-Geral de Saúde do Trabalhador do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador (CGST/DSAST/SVS/MS).A 2ª Jornada é um espaço participativo e democrático de troca de experiências e discussão sobre temas estratégicos para o fortalecimento da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (RENAST).As inscrições ocorrerão de 22 de outubro a 16 de novembro de 2018, mediante preenchimento do formulário disponibilizado no link abaixo: http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=42144 .Informações adicionais podem ser obtidas pelo email: cgst@saude.gov.br ou por meio do telefone 61-3315-3678, com Olga Rios.PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR:

DIA 04/12/2018 (TERÇA-FEIRA)08:00 ÀS 9:00 CREDENCIAMENTO9:00 ÀS 10:00 MESA DE ABERTURA10:00 ÀS 11:00 PAINEL DE ABERTURA: OS DESAFIOS DAS MUDANÇAS NO MUNDO DO TRABALHO PARA SAÚDE DO TRABALHADOR11:00 ÀS 12:30 A SAÚDE DO TRABALHADOR E ATENÇÃO BÁSICA: UMA INTEGRAÇÃO POSSÍVEL12:30 ÀS 13:30 ALMOÇO13:30 ÀS 14:30 RODA DE CONVERSA14: 30 as 15:30 REVISÃO DA LISTA DE DOENÇAS RELACIONADAS AO TRABALHO15:30 as 17:00: VIGILÂNCIA E ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO DO CÂNCER RELACIONADO AO TRABALHO17:00: LANÇAMENTO DO ATLAS DO CÂNCER RELACIONADO AO TRABALHO18:00: COQUETEL OU BRUNCH DE ABERTUTA
DIA 05/12/2018 (QUARTA-FEIRA)9:00 ÀS 10:00 – 16ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE (8ª+8): DEMOCRACIA E SAÚDE”: SAÚDE COMO DIREITO, CONSOLIDAÇÃO DOS PRINCÍPIOS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) E FINANCIAMENTO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS).10:00 ÀS 11:00 TRIBUNA LIVRE: AVANÇOS E DESAFIOS NA SAÚDE DO TRABALHADOR11:00 AS 12:30: VIGILÂNCIA EM SAÚDE DO TRABALHADOR DO CAMPO, FLORESTA E ÁGUAS: O PAPEL DA RENAST12:30 ÀS 13:30 ALMOÇO13:30 as 14:30 RODA DE CONVERSA14:30 ÀS 16:00 (RE)ESTRUTURAÇÃO DOS CENTROS DE REFERÊNCIA EM SAÚDE DO TRABALHADOR (CEREST) NA PERSPECTIVA DA RENAST16:00 AS 16:15: COFFEE BREAK16:15 ÀS 17:30 POPULAÇÕES VULNERÁVEIS E SAÚDE DO TRABALHADOR16:30 as 16:45 COFFEE BREAK
DIA 06/12/2018 (QUINTA-FEIRA)09:00 ÀS 10:30 – SAÚDE MENTAL RELACIONADA AO TRABALHO10:30 ÀS 12:00 INFORMALIDADE E MICROEMPREENDORISMO: INCLUIR SEM PRECARIZAR. COMO FICA A SAÚDE DO TRABALHADOR?12:00 ÀS 13:00 – ALMOÇO13:00 ÁS 14:00 RODA DE CONVERSA14:00 ÀS 15:30 – INDUSTRIA 4.0, NOVAS TECNOLOGIAS E SAÚDE DO TRABALHADOR15:30 ÀS 17:00 – INFORMAÇÃO EM SAÚDE DO TRABALHADO COMO FERRAMENTA TRANSFORMADORA.17:00 ENCERRAMENTO17:15– COFFEE BREAK DE ENCERRAMENTO
Categorias: RENAST