Você está aqui

saúde vocal

Este protocolo se destina a todos os profissionais da rede SUS (Vigilância em Saúde, Atenção Básica, média e alta complexidade), de serviços privados, serviços de saúde das empresas e Serviços Especializados de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT). Seu objetivo é orientar os profissionais a identificar, notificar e subsidiar as ações de vigilância dos casos de DVRTs e de seus determinantes. 

Já estão disponíveis para download na Biblioteca Multimídia da ENSP as três edições (7, 8 e 9) de 2012 dos boletins Fonoaudiologia na saúde do trabalhador, elaborados pelo Serviço de Audiologia Ocupacional da ENSP e pelo Centro de Referência em Saúde do Trabalhador do Estado do Rio de Janeiro (Cerest/Sesdec-RJ). Os materiais destacam a trajetória histórica do reconhecimento da disfonia como uma doença relacionada ao trabalho, a descrição da portaria que dispõe sobre a atuação do fonoaudiólogo na saúde do trabalhador e o processo de trabalho em telemarketing, além do distúrbio de voz.

A importância da voz e da comunicação humana é inquestionável. A voz é uma característica única de cada pessoa, um meio essencial de atingir o outro. No Dia do Professor, 15 de outubro, o Centro de Regional de Referência em Saúde do Trabalhador da Macrorregião Missioneira (Cerest Ijuí) alerta para os cuidados com a voz nessa profissão.

OBJETIVO:

Determinar a associação entre distúrbio de voz e estresse no trabalho e perda da capacidade de trabalho entre professoras da rede municipal de São Paulo.

MÉTODOS:

O Dia Mundial da Voz, 16 de abril, teve uma programação especial em Ubá realizada pelo CEREST (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Ubá). Cerca de 500 professoras da rede municipal de ensino participaram das palestras ministradas nos dias 19 e 20 de abril pelo fonoaudiólogo da Equipe do CEREST Adriano Avelino Ribeiro.

Reunião realizada nesta segunda-feira (16) avaliou inclusão das notificações de disfonias relacionadas ao trabalho em sistema de informação ambulatorial

Marcando o Dia Mundial da Voz, comemorado em 16 de abril, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) realizou nesta segunda-feira (16) uma reunião para discutir o protocolo nacional de identificação dos casos de disfonia – alteração na voz – relacionada ao trabalho. O documento, elaborado pelo Ministério da Saúde (MS), é destinado a toda a rede de atenção.

Em comemoração ao Dia Mundial da Voz – 16 de abril, na Semana Nacional da Voz, de 16 à 20 de abril de 2012, o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador do Distrito  Federal (CEREST/DF), a secretaria de Estado de saúde (SES-DF) e  Associação de Otorrinolaringologia do DF(AORLDF), estarão apoiando a  Associação Brasileira de Otorrinolaringologia (ABORL-CCF) e a Academia Brasileira de Laringologia e Voz (ABLV), na "14ª edição da Campanha Nacional da Voz" , quando  participarão ativamente da campanha em Brasília/DF.

Tramita na Câmara projeto que institui a Política Nacional de Saúde Vocal. O objetivo é avaliar e tratar questões relativas às condições de saúde da voz dos profissionais de ensino público e privado, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com a proposta (Projeto de Lei 2776/11), do deputado Saraiva Felipe (PMDB-MG), os professores deverão realizar exames médicos e fonoaudiológicos, com a finalidade de detectar indícios de alterações vocais ou patologias na laringe; participar de programas de prevenção, de recuperação e de capacitação; além de outras atividades.