Você está aqui

saúde global

Com sete edições, o Seminário do Trabalho já se consolidou como um evento de referência para a UNESP – Campus de Marília, por se constituir como um importante espaço de debate crítico e de troca de experiências entre diversos pesquisadores do Brasil e do mundo voltados para as questões pertinentes ao mundo do trabalho, em especial para as situações decorrentes das transformações do capitalismo global.

No dia 21 de fevereiro o ISAGS recebeu a pesquisadora Asa Cristina Laurell para a conferência “Sistemas Universales de Salud: retos y desafíos” (Sistemas Universais de Saúde: objetivos e desafios) que foi transmitida on-line para centenas de pessoas de mais de vinte países. Reconhecida como uma das pesquisadoras mais representativas da corrente da medicina social latino-americana, Asa Cristina é autora de mais de cinquenta artigos publicados em revistas científicas especializadas e dez livros.

Ampliar as reflexões sobre os instrumentos e as perspectivas de intervenção na relação entre saúde e trabalho. Esse é um dos objetivos do Seminário Internacional Saúde no Trabalho: dos inquéritos europeus aos instrumentos e práticas locais de intervenção. O evento, que será realizado em maio, em Portugal, é fruto de um projeto de cooperação internacional apoiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT). Entre as instituições envolvidas, estão a ENSP e a Universidade do Porto, em Portugal.

"Descarto a ideia de que o sistema mundial está vivendo uma crise. Há uma crise econômica e financeira na Europa e, talvez, uma crise social, por derivação das políticas adotadas para controlar o problema financeiro naquele continente. Também existiu e ainda existe uma crise econômica e financeira nos EUA, mas isso não é mundial. É um vício tratar como mundial algo que acontece em função dos Estados Unidos e da Europa".

Inovações sem precedentes no mundo do trabalho oferecem “inúmeras oportunidades”, mas os países devem agir para que elas não criem mais desigualdades e incertezas, segundo um novo relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgado nesta terça-feira (22).

Os ministros do Trabalho do Brasil, Brizola Neto; da Argentina, Carlos Tomada; do Uruguai, Eduardo Brenta; e a diretora de Inspeção do Trabalho da Venezuela, Maria Tereza Prieta Torrez, assinaram nesta sexta-feira (30) a Declaração Sociolaboral dos países do Mercosul.

Tags: 

Estão abertas as inscrições e a submissão de trabalhos para o World Health Summit Regional Meeting – Latin America (WHSRMLA 2014), que acontecerá de 6 a 8 de abril de 2014, em São Paulo – SP. Os resumos selecionados serão publicados no site da revistaThe Lancet e distribuídos no evento.

O World Health Summit é a conferência anual promovida pela M8 Alliance of Academic Health Centers, Universities and National Academies, organizada pela Charité – Universitätsmedizin de Berlim em colaboração com Academias Nacionais de Ciências de mais de 67 países.