Portal DSS Brasil publica série sobre agrotóxicos

A partir da próxima semana o portal DSS Brasil inaugura uma série especial sobre agrotóxicos. O uso de pesticidas no Brasil, a política de regulação destes compostos e a relação entre a saúde do trabalhador do campo e os agroquímicos estão entre as questões que serão discutidas com especialistas e com o cineasta Silvio Tendler, que produziu os documentários O Veneno está na mesa 1 e 2. “O Veneno está na mesa 1 é um marco indelével da luta contra pesticidas, herbicidas e transgênicos”, diz Tendler. Para ele, o país vive uma economia predatória no que se refere à política de produção de alimentos. “A terra é poluída, os rios, os trabalhadores estão sendo contaminados, para produzir matéria prima, exportar. Isso é uma relação perversa. Está tudo errado”, comenta.

A produção de defensivos para lavouras vem crescendo no âmbito global em grandes proporções. O Brasil tornou-se em 2008 o maior consumidor mundial de agrotóxicos. Um dossiê divulgado em 2012 pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) mostrou que a utilização de agrotóxicos nas lavouras do país saltou de 599,5 milhões de litros no ano de 2002 para 852,8 milhões de litros em 2011. De acordo com o documento, o consumo médio dos compostos químicos cresceu de 10,5 litros por hectare em 2002, para 12,01 por hectare em 2011. Segundo o texto, o aumento do consumo está relacionado à diminuição dos preços e da isenção dos impostos sobre tais produtos, o que faz com que os agricultores utilizem maior quantidade por hectare.

A proposta da série é, também, mostrar alternativas saudáveis a produção de alimentos, que são viáveis, a exemplo da produção de orgânicos. “Existem várias metodologias mais seguras. O movimento agro-ecológico sustenta uma alternativa que diversifica a produção agrícola incorporando um maior número de pessoas no trabalho agrícola, contribuindo  para a fixação do homem no campo, com o uso de tecnologias alternativas àquelas que preconizam o uso extensivo de produtos químicos e com uma capacidade produtiva que atende perfeitamente às necessidades do consumo de alimentos para a população brasileira. O cultivo orgânico é uma delas”, disse Josino Costa Moreira, do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) da Fiocruz.

O atual modelo de produção e a análise de quem atua neste campo estarão em foco na série. Acompanhe e participe.

*Imagem retirada da abertura do filme O Veneno está na mesa 2.

Fonte: Portal DSS, 21/08/2014, por Jaqueline Pimentel

Jaqueline Pimentel é jornalista, editora do Portal DSS Brasil, especialista em Gestão e Pós-Graduanda em Saúde Pública.