Você está aqui

CEREST Regional de Campina Grande

Subscrever feed CEREST Regional de Campina Grande
CEREST/CGhttp://www.blogger.com/profile/00353292351169962814noreply@blogger.comBlogger260125
Atualizado: 3 horas 36 minutos atrás

MOTORISTAS DE CARROS SÃO OS QUE MAIS MORREM EM ACIDENTES DE TRÂNSITO RELACIONADOS AO TRABALHO

ter, 11/12/2018 - 10:59

    Levantamento inédito aponta que em 11 anos, o número de notificações de acidentes de trânsito relacionados ao trabalho foi de 697, em todo o estado da Paraíba.
Os motoristas de carros da Paraíba são os que mais morrem por acidentes de trânsito relacionados ao trabalho no estado. Os dados são de um levantamento inédito realizado pelo Ministério da Saúde com os dados dos Sistemas de Informação de Agravo e Notificações (SINAN) e do de Mortalidade (SIM). O estudo apontou 22 óbitos dos trabalhadores em quatro rodas rodas, entre os anos de 2007 e 2016. Contando com todos os tipos de transportes, Paraíba registrou 73 mortes no mesmo período. Para chegar a esta constatação, foram considerados os acidentes ocorridos quando o trabalhador tem uma função que envolve locomoção ou quando estava indo ou voltando do local de trabalho.    Em onze anos, o número de notificações de acidentes de trânsito relacionados ao trabalho, na Paraíba, foi de 697. Os anos de 2011 (114) e 2013 (163) foram os que apresentaram os maiores números de notificações para um único ano. Em 2017, os índices caíram 62,9% no estado, sendo registrados 10 acidentes quando comparados ao ano de 2016 (27). Em toda a região Nordeste, foram registradas 2.911 mortes, sendo 752 de motoristas de carros e 572 de motociclistas - as maiores vítimas. Quando falamos em acidentes, a região Nordeste foi a terceira com o maior número de registros. Foram 19.226 acidentes entre os anos de 2007 e 2016, tendo o seu pico nos de 2016 (3.058) e 2015 (2.625). Em 2017, a região teve redução de 48,2% nas notificações, com 1.584 registros quando também comprado ao ano anterior. ACIDENTES DE TRÂNSITO RELACIONADOS AO TRABALHO NO BRASIL
No Brasil, o estudo trouxe que, oito em cada 10 acidentes de trânsito relacionados ao trabalho foram sofridos por homens. Por faixa etária, os jovens com idades entre 18 e 29 anos foram as maiores vítimas (40,1%) e quase metade desses acidentes ocorreram nos estados da região Sudeste (47,5%). Quando falamos em lesões, o Sinan registrou que 22,5% delas foram ocorridas em membros inferiores e 15,7% nos superiores. Desses acidentes, 63% evoluíram para incapacidade temporária. O coeficiente de mortalidade, no Brasil, por acidentes de transporte relacionados ao trabalho foi de 1,5 óbito a cada 100 mil. Entre os estados, destacam-se Rondônia (4,9), Mato Grosso (4,3), Paraná (3,2) e Santa Catarina (3,1). De acordo com o Ipea, essas regiões possuem fatores que contribuem para esse destaque como maior produto interno bruto (PIB), maior concentração de riquezas, de número de veículos motorizados e de viagens refletem no maior volume de tráfego e de acidentes nesses estados.
Fonte: http://portalms.saude.gov.br/noticias



Categorias: RENAST

CEREST-CG PARTICIPA DE SEMINÁRIO SOBRE PROBLEMÁTICA DO TRABALHO INFANTIL

qua, 05/12/2018 - 11:38


O CEREST-C G - Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande esteve presente no II Seminário Estadual Sobre Enfrentamento ao Trabalho Infantil na Política de Saúde, realizado ontem, 04, no Centro de Formação de Educadores (Mangabeira), em João Pessoa. 
 O evento, que foi promovido pelo Fepeti - Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, discutiu temas importantes relacionados à temática,  a exemplo do “Trabalho Infanto-Juvenil e Saúde”, com a palestrante professora doutora Carmen Raymundo, assistente social e coordenadora do Programa de Saúde do Trabalhador Adolescente/NESSA/UERJ.
O  evento contou com a participação de representantes de várias secretárias e instituições que trabalham com a política da criança e do adolescente. O CEREST-CG foi representado pela assistente social, Norma Suely Aires, do Núcleo de Assistência ao Trabalhador e pela jornalista Francinete Silva, do Núcleo de Promoção e Educação Permanente. Texto: Ascom CEREST-CG
Categorias: RENAST

CARTA DE BRASÍLIA PELA ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL

ter, 13/11/2018 - 10:47

Ao final do 4º Seminário Nacional de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem, promovido pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) e pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), os participantes divulgaram o documento intitulado CARTA DE BRASÍLIA PELA ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL.
No documento, aprovado por aclamação entre as autoridades que participaram do evento nos dias 25 e 26 de outubro do corrente ano, afirma-se que crianças e adolescentes tem direito à proteção integral e prioritária contra a exploração do trabalho, alertando-se sobre os riscos envolvidos na prestação de serviços por crianças e adolescentes. A Carta também proclama a necessidade de eliminação imediata das piores formas de exploração do trabalho infantil e sua completa erradicação até 2025.
Conheça o conteúdo da Carta de Brasília, na íntegra. CARTA DE BRASÍLIA-DF PELA ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL
Os participantes do 4º Seminário Nacional de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem, promovido pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) e pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), sob a coordenação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem da Justiça do Trabalho (TST-CSJT), reunidos nos dias 25 e 26 de Outubro de 2018, no auditório Ministro Arnaldo Süssekind do TST, em Brasília-DF, vêm a público, conforme texto submetido à plenária e por aclamação:
1) AFIRMAR que crianças e adolescentes que prestam serviços, inclusive para o próprio sustento, são trabalhadores infantis e não podem ser excluídos das estatísticas, com direito à proteção integral e absolutamente prioritária, fundamento sobre o qual serão elaboradas e desenvolvidas políticas públicas, especialmente em razão de sua maior vulnerabilidade econômica e social.
2) ALERTAR sobre a dupla crueldade que é, num País de 12,7 milhões de desempregados adultos em idade produtiva, explorar o trabalho de 2,516 milhões de crianças e adolescentes de 5 a 17 anos, pois além de aniquilar a infância, destruir sonhos e inviabilizar o futuro daqueles que deveriam estar brincando e estudando, aprofunda o abismo econômico e social brasileiro.
3) PROCLAMAR que, em suas piores formas, que incluem escravização moderna, exploração sexual e pelo tráfico de drogas, atividades domésticas em lares de terceiros e outras modalidades que ampliam os riscos a que são submetidas as pequenas vítimas, o trabalho infantil precisa ser imediatamente eliminado, exigindo ações concertadas dos integrantes da rede de proteção e do sistema de garantias dos direitos das crianças e adolescentes, com responsabilização, inclusive criminal, da cadeia produtiva de exploração.
4) ASSEVERAR que deve ser cumprida a meta 8.7 do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) N. 8, da Organização das Nações Unidas (ONU), que propõe a adoção de medidas eficazes para eliminar imediatamente as piores formas de trabalho infantil e, no mais tardar até 2025, extinguir o trabalho infantil em todas as suas formas, o que exige uma rede de proteção articulada e fortalecida.
5) CONCITAR os governantes, atuais e futuros, a pautar suas ações e políticas públicas voltadas a crianças e adolescentes no respeito à Constituição e nas Convenções e Tratados Internacionais ratificados pelo Brasil, em especial, no âmbito trabalhista, nas Convenções 138 e 182 da OIT, sem perder de vista que, ao Poder Judiciário, de modo concentrado ou difuso, é assegurado o controle de constitucionalidade e de convencionalidade das leis e atos normativos.
6) RECONHECER que o enfrentamento e eliminação eficaz do trabalho infantil exigem sensibilidade, preparo e especialização científico-jurídica de juízes, membros do Ministério Público e advogados, fortalecendo o sistema de justiça, inclusive a Justiça do Trabalho.
7) REPUDIAR a exploração desumana do trabalho precoce que, de 2007 a 2017, matou 236 crianças e adolescentes de 5 a 17 anos, mutilou ou causou danos graves à saúde de 24.745 pequenos trabalhadores e, no total, gerou 40.849 notificações de agravos à saúde relacionados ao trabalho.
8) EXPLICITAR que o explorador de trabalho infantil, além da condenação pelos direitos derivados do reconhecimento do vínculo empregatício, poderá ser responsabilizado por indenizações decorrentes de danos materiais, morais e existenciais.
9) LEMBRAR aos empresários que, mais do que dever legal, a aprendizagem é uma oportunidade de valorizar e qualificar o seu futuro empregado, além de configurar, quando verdadeira, instrumento de combate ao trabalho infantil e qualificação profissional sem abrir mão da educação.
10) ASSEGURAR que o trabalho infantil viola direitos humanos fundamentais e, por conseguinte, deve ser banido do nosso país, pois o futuro de crianças e adolescentes está em nossas mãos.
Fonte: CSJT

Categorias: RENAST

CEREST-CG PARTICIPARÁ EM JOÃO PESSOA DE SEMINÁRIO “VIOLÊNCIAS NO TRABALHO: ENFRENTAMENTO E SUPERAÇÃO”

qua, 07/11/2018 - 12:16

Técnicos do CEREST-CG - Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande, estarão participando nos dias de amanhã, 8 e sexta-feira, 9, do seminário “Violências no Trabalho: enfrentamento e superação”, promovido pelo Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba  (13ª Região). O evento, que  vai reunir várias entidades,  acontecerá no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, em João Pessoa. Trata-se de uma ação dos programas Trabalho Seguro e de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem, do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), em parceria com todos os tribunais regionais e está recebendo o apoio do Grupo de Trabalho Interinstitucional (Getrin). O seminário vai discutir políticas de prevenção de trabalho em condições inseguras e em idade não autorizada pela Constituição Federal. A programação científica terá carga horária de nove horas-aula, com abordagem multidisciplinar, sendo de interesse de magistrados, servidores, membros do Ministério Público, professores e pesquisadores, estudantes e todos os profissionais que se relacionam com o mundo do trabalho. De acordo com o juiz André Machado Cavalcanti, o Seminário Violências no Trabalho – Enfrentamento e Superação tem a finalidade de discutir com toda a sociedade, questões que configuram violências no ambiente de trabalho. “Enfocaremos a questão do trabalho prestado em condições inseguras e também aquele prestado por pessoas com idade inferior ao que a Constituição Federal permite. Abordaremos também todos os aspectos, dessa violência do trabalho, que muitas vezes é imposta ao trabalhador”, disse o magistrado.
Categorias: RENAST

CEREST REALIZA INTERVENÇÃO NA CAGEPA PARA IDENTIFICAR AS POSSÍVEIS CAUSAS DE ACIDENTE DE TRABALHO

qui, 25/10/2018 - 12:09

O CEREST-CG - Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande realizou intervenção na CAGEPA – Companhia de Água e Esgotos da Paraíba e em sua terceirizada, a ICOL – Indústria de Construções, após dois trabalhadores terem sofrido acidente de trabalho, tendo um deles ido a óbito. As vítimas inalaram gás tóxico durante a manutenção em uma rede de esgoto neste município.
As intervenções estão sendo realizadas pela equipe de técnicos do CEREST e coordenada pelo engenheiro de segurança do trabalho, Artur Sartori. Os técnicos realizam um levantamento de toda a situação envolvendo o ambiente e o processo de trabalho, na qual os trabalhadores estão expostos. Estão sendo coletados depoimentos dos funcionários e gestores responsáveis pelas respectivas empresas. 
A coleta de informações, tanto de depoimentos, documentos e fotos do ambiente de trabalho, subsidiará a elaboração do relatório para que as empresas adotem as ações de correção necessárias.    Após o acidente, ocorrido em 09 deste mês, os dois trabalhadores: Evaldo Leite da Silva e José Ailton dos Santos foram levados ao  Hospital de Trauma de Campina Grande, tendo o senhor José Ailton dos Santos, servente da empresa prestadora de serviço da CAGEPA, ido a óbito em menos de 24 horas. O segundo profissional, o Sr. Evaldo Leite da Silva, motorista que tentou socorrer seu colega de trabalho, já recebeu alta da Clinica Santa Clara.  
Texto: Ascom –CEREST-CG
Categorias: RENAST

SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DA PARAÍBA PROMOVE OFICINA PARA MULTIPLICADORES DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DO TRABALHADOR

sex, 19/10/2018 - 08:46

A coordenadora geral do CEREST-CG - Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande e o engenheiro de segurança do trabalho do referido órgão, Artur Sartori, participam no AnnaMar Hotel, Tambaú, em João Pessoa, desde a manhã de ontem, da III Oficina Nacional de Multiplicadores de VISAT – Vigilância em Saúde do Trabalhador.
O evento, que será encerrado na noite deste sábado, 20, é promovido pela Secretaria de Estado de Saúde da Paraíba (SES), por meio do Centro de Referência Estadual de Saúde do Trabalhador (CEREST-PB), com parceria do Ministério da Saúde (MS) e a Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz (ENSP/Fiocruz)
O objetivo da oficina é reciclar os multiplicadores do Curso Básico de Visat, no intuito de fomentar a implementação de ações de vigilância em saúde do trabalhador no âmbito da plataforma Renast (SUS).
A oficina é voltada para os profissionais da área de saúde de todo o Brasil que fizeram o curso de multiplicadores da Fiocruz. Conta com a participação da coordenadora geral de Saúde do Trabalhador do MS, Karla Baêta, do pesquisador e diretor de documentários, Beto Novaes, e do pesquisador da Unifesp, Francisco Antônio Lacaz, além de professores renomados da área de saúde do trabalhador.
Texto: Ascom – CEREST-CG
Categorias: RENAST

CEREST-CG VAI INVESTIGAR ACIDENTE DE TRABALHO OCORRIDO NO JARDIM PAULISTANO

qui, 18/10/2018 - 15:43

O Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande – CEREST-CG, irá investigar as causas do acidente de trabalho ocorrido na tarde  do último dia 16, tendo como vítima o trabalhador  Wagner Rogério  de Souza, 36. O fato aconteceu em uma fábrica localizada no bairro Jardim Paulistano, nesta cidade.
De acordo com informações veiculada na imprensa, a vítima consertava um aparelho de ar condicionado quando uma mangueira explodiu e fez com que um cilindro pegasse fogo.
A equipe técnica  do CEREST-CG procederá com a notificação do caso, para posterior investigação das causas e adoção de medidas por parte dos órgãos competentes.
Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o trabalhador  sofreu queimaduras de primeiro grau no rosto, no pescoço e em um dos braços. A equipe de socorristas ainda apagou as chamas que queimavam no cilindro.
A vítima foi encaminhada para o Hospital de Trauma de Campina Grande, onde encontra-se internado apresentando estado de saúde estável.
Texto: Ascom – CEREST-CG
Categorias: RENAST

CEREST-CG CAPACITA MAIS DE 50 PROFISSIONAIS DO SERVIÇO DE SAÚDE MENTAL DO MUNICÍPIO

qua, 10/10/2018 - 10:20

O CEREST-CG - Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande, realizou na manhã de ontem, 09, o treinamento para os profissionais do serviço de Saúde Mental do Município. O evento antecipou a programação alusiva ao Dia Mundial da Saúde Mental, que transcorre nesta quarta, 10.

O treinamento abordou as temáticas: Política Nacional de Saúde do Trabalhador – PNST, Funcionalidade do CEREST-CG, Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) e Notificação de Agravos Relacionados à Saúde do Trabalhador, tendo como facilitadores a enfermeira do trabalho Hellen Duarte e o engenheiro de segurança Artur Sartori, do referido órgão.
De acordo com a enfermeira do trabalho Helen Duarte, o treinamento é de grande importância para os profissionais dos CAPS, tendo em vista que contribuirá para que estes tenham, a partir de agora, condições de aumentar no sistema, as notificações dos acidentes e agravos relacionados à saúde do trabalhador.
Para o engenheiro de segurança do trabalho Artur Sartori, o treinamento foi de  grande relevância para todos os profissionais efetivos e celetistas, uma vez que foram abordados o papel do CEREST-CG, sua abrangência, trabalhadores foco de notificação. “Mostramos como cada profissional pode contribuir para a identificação e registro no SINAN; quais são os agravos compulsórios de notificação e como a nossa unidade de saúde do trabalhador pode ajudar nas ações promocionais com base nas informações repassadas”, explica Artur, lembrando que também foi reforçada a importância da identificação e da notificação de trabalho infantil.

Texto: Ascom – CEREST-CG
Categorias: RENAST

Em palestra no HUAC, procurador Raulino Maracajá alerta para volume de acidentes de trabalho no Brasil

sex, 05/10/2018 - 09:53

Evento integrou capacitação de membros da Cipa e também contou com participação do Cerest-CG
“Os nossos dados hoje são alarmantes, mesmo sendo subnotificados. São dados de guerra”. O alerta sobre o volume de acidentes de trabalho no Brasil é do procurador do Trabalho Raulino Maracajá Coutinho Filho, que ministrou palestra, nesta quinta-feira (4), para funcionários do Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC-UFCG), vinculado à Universidade Federal de Campina Grande e à Rede Ebserh.
O evento integrou a semana de capacitação dos membros da primeira Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) da unidade de saúde. O convite para a explanação foi feito pelo superintendente do HUAC, professor Homero Rodrigues, que também fez a abertura da programação.
Segundo o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, entre 2012 e 2017, foram notificadas 14. 412 mortes acidentárias no Brasil. De 2012 até hoje (4), estima-se a ocorrência de 16.248 óbitos por acidente. A cada três horas, ocorre uma morte desse tipo no País. O Observatório Digital foi desenvolvido e é mantido pelo Ministério Público do Trabalho em cooperação com a Organização Internacional do Trabalho no âmbito do fórum Smartlab de Trabalho Decente.
PREVENÇÃO O procurador Raulino Maracajá destacou a importância de participar do evento no HUAC, ressaltando o diálogo e os esclarecimentos a respeito da legislação trabalhista bem como das normas de saúde e segurança do trabalho. “O que precisamos enfocar mais é a questão da prevenção. Quanto mais a gente conseguir investir tempo e recursos — não só financeiros, mas também de pessoal — na questão da prevenção, nós conseguiremos diminuir drasticamente esses números alarmantes que têm de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais”.
Ele também ressaltou a presença no evento do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande (Cerest-CG), representado por Artur Sartori, engenheiro de segurança do trabalho, e Rafael Silva, técnico em segurança do trabalho, os quais orientaram o público sobre a notificação compulsória de acidentes.
“Os dados estatísticos dependem dessa notificação. São números assustadores que vêm assolando o Brasil, inclusive com relação à Previdência. Quando se acidenta, quando tem um adoecimento desses, é a Previdência que vai sustentar essa família, esse servidor, esse funcionário, seja através de pensão por morte, seja através de auxílios. Imagina se não houvesse essa notificação. Isso é muito importante até mesmo para se trabalhar questões de prevenção e orientação, identificando locais onde os trabalhadores mais se acidentam e adoecem”, explicou o procurador.  
Organizado pelo setor de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho (Sost), o treinamento dos funcionários do HUAC/Ebserh começou na segunda-feira (1º) e termina nesta sexta-feira (5), quando ocorrerá a posse oficial da Cipa.


Angélica Lúcio 
Jornalista | HUAC

Categorias: RENAST

CURSO SOBRE e-Social CHEGA À DÉCIMA EDIÇÃO E SERÁ MINISTRADO EM CAMPINA GRANDE*

qui, 27/09/2018 - 09:01

O impacto da mudança com o advento da plataforma do e-Social na questão da saúde e segurança do trabalho, esse é mais um dos desafios que caíra nas mãos dos profissionais que atuam na área da engenharia de segurança do trabalho.
Para tratar desta nova metodologia de informação no segmento, será realizado no próximo sábado (29), em Campina Grande/PB, o Curso e-Social e Segurança do Trabalho.
O treinamento, que atingiu sua décima realização na Paraíba, vem sendo elogiado por profissionais de saúde e segurança do trabalho e de outros ramos, contemplados com conteúdos que inclui Noções sobre Sistema Operacional no e-Social e de como Implantar essa plataforma na empresa, dentre outros assuntos.
O curso, um dos mais procurados neste segmento, na cidade de João Pessoa, será ministrado pela primeira vez em Campina Grande por especialistas em segurança ocupacional da empresa Prevenção Treinamento e Consultoria, acontecerá no Hotel Titão Plaza, localizado na Rua Vila Nova da Rainha, Centro, a partir das 8:30 às 17:30.
Outras informações podem ser adquiridas por meio do telefone (83) 9 8836 1100.
Fonte: www.facebook.com/stenoticia
Categorias: RENAST

PROFISSIONAIS DO CERAST RECEBEM CAPACITAÇÃO PARA NOTIFICAÇÃO DE ACIDENTES E AGRAVOS À SAÚDE DO TRABALHADOR

ter, 25/09/2018 - 11:25

Profissionais do CERAST de Campina Grande foram capacitados para o preenchimento da ficha do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), que identifica e notifica os acidentes e agravos relacionados ao trabalho. O treinamento aconteceu no último dia 20, no auditório do CEREST-CG – Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador, tendo como facilitadores o engenheiro de segurança do trabalho Artur Sartori e a enfermeira do trabalho, Hellen Duarte, ambos do CEREST.
Ao longo deste mês, o CEREST-CG capacitou, além dos trabalhadores do CERAST, outros 325 profissionais das UBSs - Unidades Básicas de Saúde da Família e do Núcleo de Apoio à Saúde da Família – NASF deste Município, entre eles: agentes comunitários de saúde, enfermeiros, assistentes sociais, médicos, fisioterapeutas, técnicos de enfermagem, dentistas, atendentes de consultórios dentário e recepcionistas. Com exceção do pessoal do CERAST, a capacitação aconteceu no auditório da Vila do Artesão, Bairro São José, turno da tarde, tendo sido iniciada no último dia 10.


Segundo afirmou o engenheiro de segurança do trabalho do CEREST-CG, Artur Sartori, um dos facilitadores, o treinamento foi de  grande relevância para todos os profissionais efetivos e celetistas, uma vez que foram abordados o papel do CEREST-CG, sua abrangência, trabalhadores foco de notificação. “Mostramos como cada profissional pode contribuir para a identificação e registro no SINAN; quais são os agravos compulsórios de notificação e como a nossa unidade de saúde do trabalhador pode ajudar nas ações promocionais com base nas informações repassadas”, explica Artur, lembrando que também foi reforçada a importância da identificação e da notificação de trabalho infantil.
Para realizar esta ação, de grande relevância para os profissionais e o serviço de saúde do Município, a Coordenação do CEREST-CG, firmou parceria com o MPT – Ministério Público do Trabalho e a Diretoria de Atenção à Saúde (DAS), da Secretaria Municipal de Saúde.

                Texto: Ascom – Cerest-CG
Categorias: RENAST

TÉCNICOS DO CEREST-CG PARTICIPAM DE AÇÃO EDUCATIVA EM BARRA DE SÃO MIGUEL/PB, ONDE MORRERAM QUATRO TRABALHADORES QUANDO REALIZAVAM LIMPEZA EM POÇOS ARTESIANOS

qui, 20/09/2018 - 17:11


O CEREST-CG - Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina, esteve participando da ação educativa com professores e agentes comunitários de saúde do município de Barra de São Miguel, ocorrido na manhã da última quarta-feira, 19.  O evento teve como objetivo discutir a prevenção em espaços confinados (poços e cisternas) e a política de saúde do trabalhador.
Além do CEREST-CG, esteve participando da ação preventiva e de conscientização, o CEREST Estadual, a Fundacentro (PE) e a Secretaria Municipal de Saúde local, promovedoras do evento. Na oportunidade, a equipe técnica do CEREST-CG, fez uma rápida explanação sobre a importância da segurança no trabalho, distribuindo com os profissionais material educativo relacionado à segurança dos trabalhadores e outras informações importantes para o exercício de suas atividades laborais.   Este ano é a segunda ação de promoção e prevenção do CEREST Estadual naquele Município, onde quatro trabalhadores foram vítimas de acidentes de trabalho, no momento em que realizavam limpeza em poços artesianos, tendo como causa morte por afixia, segundo constatação de laudo medico pericial.
Texto: Ascom CEREST-CG
Categorias: RENAST

CAPACITAÇÃO EM NOTIFICAÇÃO DE AGRAVOS RELACIONADOS Á SAÚDE DO TRABALHADOR – UBS

qui, 20/09/2018 - 15:38


Total de profissionais que compareceram à capacitação
PROFISSIONAIS CAPACITADOS % Agentes Comunitários 68 21% Enfermeiros 54 17% Assistente Social 12 4% Médico 31 10% Recepcionistas 42 13% NASF 27 8% Técnicos de Enfermagem da Saúde bucal 44 13% Auxiliar de Consultório Dentário 30 9% Cirurgião Dentista 17 5% TOTAL 325 100

CONCLUSÃO Do total de 325 profissionais capacitados, os agentes comunitários de saúde teve a maior representativa, com  68 trabalhadores presentes. Os enfermeiros ficaram no segundo lugar na participação, com 54 pessoas, enquanto os técnicos de enfermagem ocuparam o terceiro lugar, com 44  profissionais presentes.
Os recepcionistas totalizaram 42 trabalhadores, enquanto o quórum dos médicos atingiu 31 profissionais, seguido da categoria de auxiliar de consultórios dentários, com 30 trabalhadores presentes. Os profissionais do NASF  totalizaram 27 trabalhadores e a categoria de dentistas/cirurgião com 17 participações, enquanto os assistentes sociais com 12 profissionais.
ASCOM – CEREST-CG


Categorias: RENAST

CEREST CAPACITA EM NOTIFICAÇÃO DE ACIDENTES E AGRAVOS À SAÚDE DO TRABALHADOR MAIS DE 300 PROFFIONAIS DAS UBS E NASF DO MUNICÍPIO

qui, 20/09/2018 - 15:34

Dentistas e atendentes de consultório dentário foram capacitados na tarde de ontem  O CEREST-CG - Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande, concluiu na tarde de ontem, 19, o treinamento dos profissionais das UBSs - Unidades Básicas de Saúde da Família deste Município. Foram capacitadas as categorias de agentes comunitários de saúde, enfermeiros, assistentes sociais, médicos, fisioterapeutas, técnicos de enfermagem, dentistas e atendentes de consultórios dentário e recepcionistas, além de toda a equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família - NASF. 
Do total de 325 profissionais capacitados, os agentes comunitários de saúde teve a maior representatividade, com  68 trabalhadores presentes. Os enfermeiros ficaram no segundo lugar na participação, com 54 pessoas, enquanto os técnicos de enfermagem ocuparam o terceiro lugar, com 44  profissionais presentes.
Os recepcionistas totalizaram 42 trabalhadores, enquanto o quórum dos médicos atingiu 31 profissionais, seguido da categoria de auxiliar de consultórios dentários, com  30 trabalhadores presentes. Os profissionais do NASF  totalizaram 27 trabalhadores e a categoria de dentistas/cirurgião com 17 participações, enquanto os assistentes sociais com 12 profissionais.
O treinamento aconteceu no auditório da Vila do Artesão, Bairro São José, turno da tarde, tendo sido iniciado no último dia 10. Os profissionais de saúde foram treinados para notificar os acidentes  e agravos relacionados à Saúde do Trabalhador.
Segundo Hellen Duarte, enfermeira do trabalho do CEREST-CG, a capacitação contribuiu para enriquecer o conhecimento desses profissionais no que diz respeito ao Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN),  identificando e notificando os acidentes e  agravos relacionados ao trabalho. Hellen faz parte da equipe de capacitação.


Para o engenheiro de segurança do trabalho do CEREST-CG, Artur Sartori, um dos palestrantes, o treinamento foi de  grande relevância para todos os profissionais efetivos e celetistas, uma vez que foram abordados o papel do CEREST-CG, sua abrangência, trabalhadores foco de notificação. “Mostramos como cada profissional pode contribuir para a identificação e registro no SINAN; quais são os agravos compulsórios de notificação e como a nossa unidade de saúde do trabalhador pode ajudar nas ações promocionais com base nas informações repassadas”, explica Artur, lembrando que também foi reforçada a importância da identificação e da notificação de trabalho infantil.
Para realizar esta ação, de grande relevância para os profissionais e o serviço de saúde do Município, a Coordenação do CEREST-CG, firmou parceria com o MPT – Ministério Público do Trabalho e a Diretoria de Atenção à Saúde (DAS), da Secretaria Municipal de Saúde.
             
   Texto: Ascom – Cerest-CG
Categorias: RENAST

Dentistas das UBS de Campina Grande receberão treinamento para notificação de acidentes e agravos à saúde do trabalhador

qua, 19/09/2018 - 09:23

Os técnicos de enfermagem foram capacitados na tarde de ontem, 18 O CEREST-CG - Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande, dará continuidade na tarde desta terça-feira, 18, ao treinamento dos profissionais das UBSs - Unidades Básicas de Saúde da Família deste Município. Já foram capacitadas as categorias de agentes comunitários de saúde, enfermeiros, assistentes sociais, médicos, recepcionistas e os profissionais que atuam no NASF. Ontem, 18, foi a vez dos técnicos de enfermagem e hoje dos dentistas.
O treinamento, que está acontecendo no auditório da Vila do Artesão, Bairro São José, turno da tarde, foi iniciado no último dia 10, sendo encerrado no próximo dia 19. Os profissionais de saúde estão recebendo informações sobre a PNST - Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, Funcionalidade do CEREST-CG, Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) e Notificação de Agravos Relacionados à Saúde do Trabalhador.
A equipe do treinamento é composta pelos profissionais do CEREST-CG: Hellen Duarte, Silvana Gonçalves (enfermeiras do trabalho) Artur Sartori (engenheiro de segurança), Windsor Ramos (fisioterapeuta) e Rafael Silva (técnico de segurança).                 
Texto: Ascom – Cerest-CG


Categorias: RENAST

TREINAMENTO EM NOTIFICAÇÃO DE AGRAVOS REÚNE PROFISSIONAIS DO NASF NESTA MANHÃ

sex, 14/09/2018 - 09:26

O CEREST-CG capacita nesta manhã, 14, no auditório da Vila do Artesão, os profissionais do NASF. O treinamento foi iniciado no último dia 10 para todos os profissionais das Unidades Básicas de Saúde do Município. Será encerrado no próximo dia 19. Estão sendo repassadas informações sobre a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (PNST), acidentes de trabalho e notificação dos agravos relacionados ao trabalho.
Já foram capacitadas as categorias de agentes comunitários de saúde, enfermeiros, assistentes sociais, médicos e recepcionistas. Para realizar esta ação, de grande relevância para os profissionais e o serviço de saúde do Município, a Coordenação do CEREST-CG, firmou parceria com a Diretoria de Atenção à Saúde (DAS), da Secretaria Municipal de Saúde.                 Texto: Ascom – Cerest-CG
Categorias: RENAST

Acidentes de trabalho já causaram morte de 653 pessoas em 2018

qui, 13/09/2018 - 11:30
Os acidentes de trabalho no país já causaram a morte de, ao menos, 653 pessoas em 2018. Os dados, do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, do Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT), consideram apenas os casos que foram comunicados ao Ministério do Trabalho. Em 2018 foram registrados 184.519 acidentes de trabalho, consideradas as notificações feitas até o dia de hoje (27). Entre os casos mais comuns estão os cortes, lacerações, fraturas, contusões, esmagamentos e amputações. Segundo o MPT, somente no primeiro trimestre de 2018, os gastos estimados com benefícios relacionados aos acidentes de trabalho ultrapassaram R$ 1 bilhão, somados auxílios-doença, aposentadorias por invalidez, pensões por morte e auxílios-acidente. “Os acidentes de trabalho estão muito ligados a precarização dos vínculos contratuais. Quanto mais contrato informal e quanto mais trabalhador sem o devido reconhecimento houver na atividade, mais propícia ela é para gerar o custo do acidente de trabalho”, disse a procuradora Regional do Trabalho em São Paulo, Célia Regina Camacho Stander, em evento relativo ao Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho. Edição: Fernando Fraga
Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/
Categorias: RENAST

TREINAMENTO DOS PROFFIONAIS DAS UBSs EM NOTIFICAÇÃO DE AGRAVOS À SAÚDE DOS TRABALHADORES CONTINUA NESTA QUINTA

qui, 13/09/2018 - 09:36

Categoria dos médicos O CEREST-CG - Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande, dará continuidade na tarde desta quinta-feira, 13, ao treinamento dos profissionais das UBSs - Unidades Básicas de Saúde da Família deste Município. Já foram capacitadas as categorias de agentes comunitários de saúde, enfermeiros, assistentes sociais e os médicos. Hoje, será a vez dos recepcionistas, e amanhã dos profissionais que atuam no NASF.
O treinamento, que está acontecendo no auditório da Vila do Artesão, Bairro São José, turno da tarde, foi iniciado no último dia 10, sendo encerrado no próximo dia 19. Os profissionais de saúde estão recebendo informações sobre a PNST - Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, Funcionalidade do CEREST-CG, Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) e Notificação de Agravos Relacionados à Saúde do Trabalhador.
Para realizar esta ação, de grande relevância para os profissionais e o serviço de saúde do Município, a Coordenação do CEREST-CG, firmou parceria com a Diretoria de Atenção à Saúde (DAS), da Secretaria Municipal de Saúde.
De acordo com a enfermeira do trabalho do CEREST-CG, Helen Duarte, o treinamento  contribuirá para que os profissionais tenham uma melhor compreensão da PNST, e assim possam notificar os casos de acidentes e  agravos relacionados à saúde do trabalhador e da trabalhadora.
A equipe do treinamento é composta, além de Hellen Duarte, pelo engenheiro de segurança Artur Sartori, o técnico de segurança Rafael Silva e o fisioterapeuta Windsor Ramos.                   Texto: Ascom – Cerest-CG
Categorias: RENAST

Programa pioneiro sobre prevenção da saúde do trabalhador é lançado em João Pessoa

ter, 28/08/2018 - 20:29

A coordenadora geral do CEREST-CG - Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande, Anna Karla Souto Maior,  parabenizou o prevencionista Nivaldo Barbosa, por este ter impulsionado a Paraíba na prevenção de acidentes de trabalho, com a exibição do programa sobre saúde e segurança no trabalho em TV aberta.       O programa pioneiro no Brasil foi lançado na tarde de ontem 27, na Câmara Municipal de João Pessoa, com a presença de representantes do Ministério do Trabalho e  Emprego (MTE), Ministério Público do Trabalho (MPT), Fundacentro, CEREST-CG, entre outras entidades envolvidas com a prevenção da saúde do  trabalhador.
Durante o lançamento do programa, os técnicos em segurança do trabalho Nivaldo Barbosa e Laércio Silva. falaram sobre a importância da estreia de um novo programa na TV Câmara de João Pessoa, voltado para saúde e prevenção no trabalho.
Na oportunidade, o vereador Humberto Pontes, autor da proposta junto à Mesa Diretora da CMJP, lembrou ser o mesmo o primeiro programa em TV aberta no Brasil a tratar de saúde e prevenção no trabalho. “Esta Casa já havia sido pioneira com a primeira lei, no Brasil, a tratar de segurança do trabalho, do (então) vereador Bira. Também foi uma iniciativa de Nivaldo Barbosa, que é o idealizador da campanha ‘Abril Verde’”, destacou.
De acordo com Nivaldo Barbosa, o objetivo do programa é passar aos telespectadores, de maneira clara e didática, informações sobre os procedimentos de saúde e segurança do trabalho. “É um programa em que a gente vai informar a todos os trabalhadores a importância de se prevenir sobre saúde e segurança no trabalho”, esclarece o técnico, que também é o presidente do Sindicado dos Técnicos em Segurança do Trabalho do Estado da Paraíba (Sintest-PB).
Texto:Ascom – CEREST-CG



Categorias: RENAST