Você está aqui

Oficina de Saúde do Trabalhador na Atenção Básica

A Coordenação-Geral de Saúde do Trabalhador (CGST), do Departamento de Saúde Ambiental, do Trabalhador e Vigilância das Emergências em Saúde Pública (DSASTE), da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), do Ministério da Saúde (MS), realizou no dia 15 de maio de 20019 em Brasília/DF, a Oficina de Trabalho - Saúde do Trabalhador na Atenção Primária: na busca da qualificação e da integralidade no cuidado, como atividade pré-17º Congresso Nacional da ANAMT/2019.

O objetivo dessa oficina de trabalho foi definir estratégias para fortalecer a implementação do modelo de atenção integral em Saúde do Trabalhador na Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (Renast), a partir da Atenção Básica, no contexto das Redes de Atenção à Saúde (RAS).


Foto: CGST

Durante a oficina de trabalho foram apresentadas experiências exitosas sistematizadas em quatro eixos temáticos:

EIXO TEMÁTICO 1. VIGILÂNCIA EM SAÚDE DO(A) TRABALHADOR(A) NA ATENÇÃO BÁSICA: SUSPEITA OU DIAGNÓSTICO DO CASO, NOTIFICAÇÃO, INVESTIGAÇÃO E INTERVENÇÃO
EXPERIÊNCIA

EIXO TEMÁTICO 2. ACOLHIMENTO AO (À) USUÁRIO (A) TRABALHADOR (A) NA ABORDAGEM DA EQUIPE DE ATENÇÃO BÁSICA/EQUIPE DE SAÚDE DA FAMÍLIA (EAB/ESF)
EIXO TEMÁTICO 3. PRODUÇÃO DE INFORMAÇÃO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE DO TRABALHADORPRODUÇÃO DE INFORMAÇÃO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE DO TRABALHADOR
EXPERIÊNCIA

EIXO TEMÁTICO 4. INTEGRALIDADE NA ATENÇÃO À SAÚDE DO (A) TRABALHADOR (A)

O público-alvo da oficina de trabalho incluiu representantes de Coordenações Estaduais de Saúde do Trabalhador, dos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador estaduais e regionais, Coordenações Estaduais de Atenção Básica, Universidades, profissionais dos campos da Saúde do Trabalhador e da Atenção Básica, médico do trabalho, palestrantes internacionais e nacionais, entre outros, perfazendo um total de 160 participantes.

Foram utilizados como referenciais teóricos a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora (PNSTT), 2012; a Política Nacional de Atenção Básica (PNAB), 2017; o Caderno de Atenção Básica - CAB 41: Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, 2018; a Política Nacional de Vigilância em Saúde (PNVS), 2018; o Guia de Integração Atenção Básica e Vigilância em Saúde, 2018, bem como a Resolução nº 603 do Conselho Nacional de Saúde, 2018.
Link para acesso: